SEMANÁRIO ZONA NORTE - JORNAL DE MAIOR CIRCULAÇÃO NA ZONA NORTE

Presidentes dos clubes da Área 7 realizam festiva para o governador do Distrito 4430 de Rotary Club International

Governador do Distrito 4430 é homenageado durante festiva com presidentes dos clubes da Área 7

O governador do Distrito 4430, Dante Galvanese Amato Filho foi homenageado durante o encontro com os presidentes dos clubes da Área 7, (Adílson Paes Leme, do RCSP-Jardim São Paulo, Celia Morau, do RCSP-Noroeste, Claudete Vieira Jakubowski, do RCSP- Santana, Gelse Mankel Rimoli, do RCSP-Norte, Maria Thereza de Cordes Cabedo, do RCSP-Freguesia do Ó e Rogério Machado de Gouveia, do RCSP-Pirituba.

Para Dante, o encontro foi uma forma de integração entre os participantes. “Nós, os governadores somos os gestores, porém são os presidentes dos clubes, é que são os protagonistas dos projetos, pois são eles, que fazem as ações e viabilizam as suas realizações como um todo. Eu já fui presidente e sei como é ter esta sensação e quanto representa a figura do governador vir em uma reunião dessas e relembrar todo o trabalho desenvolvido”.

 Para Roque Malizia, que atualmente é o governador assistente do Distrito, o objetivo da festiva “é unir todos os clubes em torno de um Rotary só”. 

Para Gelse Mankel Rimoli, presidente do RCSP-Norte, “o encontro de confraternização marca um evento inédito no clube, entrelaçando as áreas, os projetos, criando uma sinergia para os futuros diálogos. Nós, do Rotary-Norte, realizamos importantes projetos, como a Camp Norte, que auxilia uma comunidade no desenvolvimento estudantil, fornecendo-lhes oportunidades de crescimento pessoal e profissional”.

Para Claudete Vieira Jakubowski, do RCSP-Santana, “a Festiva é uma oportunidade de rever os amigos e conversar sobre o andamento dos projetos. É uma forma de estarmos sempre conectados. Nós, por exemplo, trabalhamos no Jardim Princesa e lá possuímos um núcleo de desenvolvimento rotário, que é uma comunidade onde os nossos trabalhos normalmente são realizados, como o Projeto Saúde, além dos inúmeros cursos de capacitação, como os de Pintura, Empregada Doméstica, e recentemente, sobre Panetone, onde as participantes tiveram a oportunidade de desenvolver e vender, ganhando assim o seu merecido dinheiro. Com essas tarefas, realizamos a integração entre as pessoas e auxiliamos na desigualdade social, pois através dos cursos, os participantes desenvolvem novas habilidades e abrem novas perspectivas de vida”.

Já Adílson Paes Leme, do RCSP-Jardim São Paulo destaca que “este evento é pioneiro e embrionário na região, pois nunca realizamos algo parecido. Esperamos que este encontro seja um exemplo para os outros clubes, para as outras áreas”. O presidente pontua um importante projeto realizado pelo seu clube, no Instituto Espaço Vida, que recebe crianças com necessidades especiais e os membros do Rotary colaboram, auxiliando no desenvolvimento de projetos que ajudam o instituto. Atualmente, temos um Banco de Cadeira de Rodas, onde priorizamos as crianças que necessitam do atendimento deste instituto. Além disso, estamos trabalhando no desenvolvimento de um Interact, que é a forma de trazermos os jovens para conhecerem os trabalhos realizados pelo Rotary da região, propiciando a entrada deles no quadro associativo, quando tiverem a idade permitida”.

Rogério Machado de Gouveia, do RCSP-Pirituba, diz que “é uma honra estar presente nesta reunião, além de ser uma ótima oportunidade de expormos o trabalho desenvolvido pelo Pirituba. O nosso clube possui grandes trabalhos de integração entre os sócios, como a Noite da Pizza e também ações importantes para a população local, como a instalação de uma brinquedoteca, em uma Instituição Filantrópica, a Ação de Natal, onde arrecadamos 10 toneladas de alimentos e até a construção de um playground, em uma importante praça da região. O projeto foi desenvolvido em parceria com a Secretaria do Verde e do Meio Ambiente, beneficiando cerca de 2 a 3 mil pessoas que utilizam o espaço aos finais de semana. Outro destaque é a nossa importante parceria com o Rotary-Norte, onde nossos associados desenvolvem projetos em conjunto com os membros do outro clube, integrando as ações e facilitando o trabalho. Realizamos em conjunto, fóruns, seminários, projetos e viagens. Carinhosamente denominamos os nossos trabalhos, como Pirinorte, uma junção entre os dois nomes. Uma das ações mais emblemáticas deste trabalho foi a entrega de presentes para 400 crianças carentes em Minas Gerais. Foi gratificante participar de todo o processo. Quando mais você une os clubes, mais possibilidades de grandes projetos você tem”.

Celia Morau, do RCSP-Noroeste pontua a importância da confraternização como uma forma de agradecimento ao governador Dante, que já visitou todos os clubes da Área 7. “Na oportunidade, pudemos exibir os nossos trabalhos já realizados, e pontuar, os projetos estruturados e as campanhas especificas para esta nova gestão. Na região, já realizamos importantes ações, como o trabalho de Alfabetização de Adultos”.

Para Maria Thereza de Cordes Cabedo, do RCSP-Freguesia do Ó, “o encontro é uma ótima oportunidade de os clubes interagirem e conhecerem as suas ações locais. Aqui no Rotary-Freguesia, estamos solicitando um subsídio global para a compra de um aparelho de cardiograma que irá beneficiar um hospital que atende crianças com câncer”.

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no LinkeDin
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Presidentes dos clubes da Área 7 realizam festiva para o governador do Distrito 4430 de Rotary Club International

O governador do Distrito 4430, Dante Galvanese Amato Filho foi homenageado durante o encontro com os presidentes dos clubes da Área 7, (Adílson Paes Leme, do RCSP-Jardim São Paulo, Celia Morau, do RCSP-Noroeste, Claudete Vieira Jakubowski, do RCSP- Santana, Gelse Mankel Rimoli, do RCSP-Norte, Maria Thereza de Cordes Cabedo, do RCSP-Freguesia do Ó e Rogério Machado de Gouveia, do RCSP-Pirituba.

Para Dante, o encontro foi uma forma de integração entre os participantes. “Nós, os governadores somos os gestores, porém são os presidentes dos clubes, é que são os protagonistas dos projetos, pois são eles, que fazem as ações e viabilizam as suas realizações como um todo. Eu já fui presidente e sei como é ter esta sensação e quanto representa a figura do governador vir em uma reunião dessas e relembrar todo o trabalho desenvolvido”.

 Para Roque Malizia, que atualmente é o governador assistente do Distrito, o objetivo da festiva “é unir todos os clubes em torno de um Rotary só”. 

Para Gelse Mankel Rimoli, presidente do RCSP-Norte, “o encontro de confraternização marca um evento inédito no clube, entrelaçando as áreas, os projetos, criando uma sinergia para os futuros diálogos. Nós, do Rotary-Norte, realizamos importantes projetos, como a Camp Norte, que auxilia uma comunidade no desenvolvimento estudantil, fornecendo-lhes oportunidades de crescimento pessoal e profissional”.

Para Claudete Vieira Jakubowski, do RCSP-Santana, “a Festiva é uma oportunidade de rever os amigos e conversar sobre o andamento dos projetos. É uma forma de estarmos sempre conectados. Nós, por exemplo, trabalhamos no Jardim Princesa e lá possuímos um núcleo de desenvolvimento rotário, que é uma comunidade onde os nossos trabalhos normalmente são realizados, como o Projeto Saúde, além dos inúmeros cursos de capacitação, como os de Pintura, Empregada Doméstica, e recentemente, sobre Panetone, onde as participantes tiveram a oportunidade de desenvolver e vender, ganhando assim o seu merecido dinheiro. Com essas tarefas, realizamos a integração entre as pessoas e auxiliamos na desigualdade social, pois através dos cursos, os participantes desenvolvem novas habilidades e abrem novas perspectivas de vida”.

Já Adílson Paes Leme, do RCSP-Jardim São Paulo destaca que “este evento é pioneiro e embrionário na região, pois nunca realizamos algo parecido. Esperamos que este encontro seja um exemplo para os outros clubes, para as outras áreas”. O presidente pontua um importante projeto realizado pelo seu clube, no Instituto Espaço Vida, que recebe crianças com necessidades especiais e os membros do Rotary colaboram, auxiliando no desenvolvimento de projetos que ajudam o instituto. Atualmente, temos um Banco de Cadeira de Rodas, onde priorizamos as crianças que necessitam do atendimento deste instituto. Além disso, estamos trabalhando no desenvolvimento de um Interact, que é a forma de trazermos os jovens para conhecerem os trabalhos realizados pelo Rotary da região, propiciando a entrada deles no quadro associativo, quando tiverem a idade permitida”.

Rogério Machado de Gouveia, do RCSP-Pirituba, diz que “é uma honra estar presente nesta reunião, além de ser uma ótima oportunidade de expormos o trabalho desenvolvido pelo Pirituba. O nosso clube possui grandes trabalhos de integração entre os sócios, como a Noite da Pizza e também ações importantes para a população local, como a instalação de uma brinquedoteca, em uma Instituição Filantrópica, a Ação de Natal, onde arrecadamos 10 toneladas de alimentos e até a construção de um playground, em uma importante praça da região. O projeto foi desenvolvido em parceria com a Secretaria do Verde e do Meio Ambiente, beneficiando cerca de 2 a 3 mil pessoas que utilizam o espaço aos finais de semana. Outro destaque é a nossa importante parceria com o Rotary-Norte, onde nossos associados desenvolvem projetos em conjunto com os membros do outro clube, integrando as ações e facilitando o trabalho. Realizamos em conjunto, fóruns, seminários, projetos e viagens. Carinhosamente denominamos os nossos trabalhos, como Pirinorte, uma junção entre os dois nomes. Uma das ações mais emblemáticas deste trabalho foi a entrega de presentes para 400 crianças carentes em Minas Gerais. Foi gratificante participar de todo o processo. Quando mais você une os clubes, mais possibilidades de grandes projetos você tem”.

Celia Morau, do RCSP-Noroeste pontua a importância da confraternização como uma forma de agradecimento ao governador Dante, que já visitou todos os clubes da Área 7. “Na oportunidade, pudemos exibir os nossos trabalhos já realizados, e pontuar, os projetos estruturados e as campanhas especificas para esta nova gestão. Na região, já realizamos importantes ações, como o trabalho de Alfabetização de Adultos”.

Para Maria Thereza de Cordes Cabedo, do RCSP-Freguesia do Ó, “o encontro é uma ótima oportunidade de os clubes interagirem e conhecerem as suas ações locais. Aqui no Rotary-Freguesia, estamos solicitando um subsídio global para a compra de um aparelho de cardiograma que irá beneficiar um hospital que atende crianças com câncer”.

Publicidade