SEMANÁRIO ZONA NORTE - JORNAL DE MAIOR CIRCULAÇÃO NA ZONA NORTE

Loja Maçônica Marquês de Pombal realiza “Paella do Miguel” beneficente

Loja Marquês de Pombal, uma referência na maçonaria

No dia 29 de junho, a Loja Maçônica Marquês de Pombal, localizada no Alto da Vila Maria, agora sob o malhete do nosso irmão Dario José Barreto, realizou uma paella beneficente, com a finalidade de angariar fundos para a compra de cadeiras de rodas para dar assistência aos necessitados.

Esta paella, que agradou as 120 pessoas que lotaram o salão de festas da própria loja, foi produzida pelo irmão Miguel Cardenes, que é um dos maiores especialistas neste tipo de culinária, atuando há mais de 50 anos nesta arte de cozinhar.

A noite contou com a presença dos irmãos da loja como também de convidados da região e da vereadora Adriana Ramalho, que distribuiu muita simpatia com sua presença.

Foram parabenizados todos os irmãos que participaram ativamente do jantar, em especial ao venerável da loja que teve a iniciativa de propor tal jantar, onde se pôde observar que o mesmo mostrou muita alegria e disposição em trabalhar no evento.

 

Fundada em 13 de agosto de 1953, onde foi eleita a primeira administração, adotando-se, por unanimidade, o nome “Marquês de Pombal”.

“Marquês de Pombal”, cujo nome é Sebastião José de Carvalho e Melo, é considerado o maior estadista português. Durante o reinado de d. José I, reformulou a economia, o ensino e toda a administração pública de seu país.

Em 1953 a colônia lusitana era predominante no bairro da Vila Maria. Esses homens respeitados, dignos e trabalhadores, puseram mãos à obra e alugaram uma casa na Rua Margarino Tores e montaram um Templo Maçônico.

O local alugado onde, inicialmente, eram realizadas as sessões, foi solicitado por seu proprietário. Mas, com a colaboração do brilhante irmão Fernando de Almeida Frias, as sessões passaram a ser realizadas em sua residência.

Os obreiros compraram, então, um terreno na Rua Horácio de Castilho e, com as próprias mãos, edificaram um Templo. Com o passar dos anos o número de obreiros foi crescendo e a antiga oficina tornou-se pequena. Resolveram, então, construir um Templo que fizesse jus à grandiosidade do bairro.

Mais uma vez os Irmãos da Loja “Marquês de Pombal” uniram suas forças e, com muita dedicação e trabalho, adquiriram um terreno localizado à Avenida Alberto Byington, nº 177, no bairro da Vila Maria, onde construíram seu Templo. Em 20 de agosto de 1966, foi realizada a Sessão de Sagração do Templo da Loja “Marquês de Pombal”, onde se encontra instalada até hoje.

O trabalho da Loja Maçônica tem influído na política e na administração pública do bairro, pleiteando e conseguindo progresso e melhorias.

Também tem dado assistência a entidades carentes, e a membros da comunidade através da hospitalaria. Foram inúmeras realizações, principalmente aquelas pessoais, que somente cada um dos maçons, no íntimo de seus corações e no silêncio de suas mentes, podem imaginar.

A filosofia maçônica transforma, vivida e praticada, retira o profano da obscuridade para torná-lo um ser diferente. Todos os maçons, indistintamente, trabalharam e continuam trabalhando para elevar os altos desígnios da maçonaria, especialmente para a grandeza da Loja Marquês de Pombal.

 

 

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no LinkeDin
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Loja Maçônica Marquês de Pombal realiza “Paella do Miguel” beneficente

No dia 29 de junho, a Loja Maçônica Marquês de Pombal, localizada no Alto da Vila Maria, agora sob o malhete do nosso irmão Dario José Barreto, realizou uma paella beneficente, com a finalidade de angariar fundos para a compra de cadeiras de rodas para dar assistência aos necessitados.

Esta paella, que agradou as 120 pessoas que lotaram o salão de festas da própria loja, foi produzida pelo irmão Miguel Cardenes, que é um dos maiores especialistas neste tipo de culinária, atuando há mais de 50 anos nesta arte de cozinhar.

A noite contou com a presença dos irmãos da loja como também de convidados da região e da vereadora Adriana Ramalho, que distribuiu muita simpatia com sua presença.

Foram parabenizados todos os irmãos que participaram ativamente do jantar, em especial ao venerável da loja que teve a iniciativa de propor tal jantar, onde se pôde observar que o mesmo mostrou muita alegria e disposição em trabalhar no evento.

 

Fundada em 13 de agosto de 1953, onde foi eleita a primeira administração, adotando-se, por unanimidade, o nome “Marquês de Pombal”.

“Marquês de Pombal”, cujo nome é Sebastião José de Carvalho e Melo, é considerado o maior estadista português. Durante o reinado de d. José I, reformulou a economia, o ensino e toda a administração pública de seu país.

Em 1953 a colônia lusitana era predominante no bairro da Vila Maria. Esses homens respeitados, dignos e trabalhadores, puseram mãos à obra e alugaram uma casa na Rua Margarino Tores e montaram um Templo Maçônico.

O local alugado onde, inicialmente, eram realizadas as sessões, foi solicitado por seu proprietário. Mas, com a colaboração do brilhante irmão Fernando de Almeida Frias, as sessões passaram a ser realizadas em sua residência.

Os obreiros compraram, então, um terreno na Rua Horácio de Castilho e, com as próprias mãos, edificaram um Templo. Com o passar dos anos o número de obreiros foi crescendo e a antiga oficina tornou-se pequena. Resolveram, então, construir um Templo que fizesse jus à grandiosidade do bairro.

Mais uma vez os Irmãos da Loja “Marquês de Pombal” uniram suas forças e, com muita dedicação e trabalho, adquiriram um terreno localizado à Avenida Alberto Byington, nº 177, no bairro da Vila Maria, onde construíram seu Templo. Em 20 de agosto de 1966, foi realizada a Sessão de Sagração do Templo da Loja “Marquês de Pombal”, onde se encontra instalada até hoje.

O trabalho da Loja Maçônica tem influído na política e na administração pública do bairro, pleiteando e conseguindo progresso e melhorias.

Também tem dado assistência a entidades carentes, e a membros da comunidade através da hospitalaria. Foram inúmeras realizações, principalmente aquelas pessoais, que somente cada um dos maçons, no íntimo de seus corações e no silêncio de suas mentes, podem imaginar.

A filosofia maçônica transforma, vivida e praticada, retira o profano da obscuridade para torná-lo um ser diferente. Todos os maçons, indistintamente, trabalharam e continuam trabalhando para elevar os altos desígnios da maçonaria, especialmente para a grandeza da Loja Marquês de Pombal.

 

 

Inscreva-se Newsletter

Inscreva-se em nossa newsletter e receba em primeira mão nossas novidades!
[CARREGANDO...]

Publicidade