SEMANÁRIO ZONA NORTE - JORNAL DE MAIOR CIRCULAÇÃO NA ZONA NORTE

Notícias Colunistas

Consumo e produção sustentáveis

Colunista Fernanda Cangerana

Consumo e produção sustentáveis
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Em um quartel de bombeiros na Califórnia, nos Estados Unidos, existe uma lâmpada que está funcionando há mais de 100 anos. Em 2001 ela completou um século. Quando a lâmpada foi inventada em 1879 por Thomas Edison elas eram capazes de durar 1.500 horas e em pouco tempo já havia lâmpadas com duração de 2.500 horas sendo produzidas. Em 1924 os grandes produtores de lâmpadas criaram um cartel e limitaram a duração das lâmpadas para um limite de 1.000 horas. Se uma empresa produzisse lâmpadas que durassem mais do que 1.000 horas ela seria multada. Nascia assim o conceito de obsolescência programada, um produto planejado para ter uma vida útil limitada. Essa prática teve como objetivo a rápida degradação do produto e com isso estimular as vendas de novos produtos. Com o passar do tempo a ideia da obsolescência ganhou força através da criação de produtos com designs inovadores que atraiam o interesse do consumidor e levavam a compra de um novo bem antes que o antigo tivesse seu uso inviabilizado.
O alto consumismo a que essa prática induz é uma das causas de muito dos problemas ambientais experimentados por nossa sociedade por conta da extração de matérias primas e produção de resíduos. 
Outra causa de problemas ambientais é o desperdício. A FAO- Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura estima que um terço dos alimentos produzidos no mundo seja desperdiçado diariamente enquanto mais de 800 milhões de pessoas passam fome. O Brasil está entre os dez países que mais desperdiçam alimentos no mundo, descartamos aproximadamente 30% do que é produzido, gerando um prejuízo de mais de 900 bilhões de dólares ao ano.
Com a crescente preocupação com os problemas ambientais, o consumismo e o desperdício estão em foco e novos valores relacionados com a sustentabilidade têm surgido em nossa sociedade. O chamado consumo chama atenção para novas práticas que se opõem ao consumo imediatista
Algumas medidas podem contribuir para tornar o consumo e a produção mais conscientes:
1- Compre aquilo que você precisa ter de fato, evite as compras por impulso.
2- Se for possível, escolha produtos com menos embalagens, elas são descartadas logo após a compra, não agregam nada ao produto e representam impactos ambientais para sua confecção e para a sua disposição final na forma de resíduos.
3- Dê especial atenção aos alimentos, evite tocar ou amassar as frutas e legumes que ficam expostos in natura porque isso irá reduzir sua vida útil. Compre o que você e sua família irão consumir e aproveite ao máximo os alimentos, talos, folhas e sementes têm valor nutricional e sabor.
4- Faça pequenos trajetos a pé, evite tirar o carro da garagem para ir até a padaria e a banca de jornal. Uma caminhada fará bem para sua saúde e para o meio ambiente. Se você não puder fazer isso durante a semana, por que não tenta aos sábados e domingos?
5- Separe seu lixo para reciclagem. Enterrar plásticos, vidros, metais e papel, é enterrar dinheiro porque esses resíduos têm valor. Reutilize embalagens sempre que for possível.
6- Não jogue móveis, brinquedos, roupas e livros no lixo. Doe.
Se soubermos usar os recursos, todos ganharão! O Objetivo do Desenvolvimento Sustentável número 12 da Agenda 2030 da ONU prevê a conscientização das pessoas em prol de um modo de consumir e um modo de produzir mais sustentáveis.

Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!