SEMANÁRIO ZONA NORTE - JORNAL DE MAIOR CIRCULAÇÃO NA ZONA NORTE

Colégio Jardim São Paulo fecha com chave de ouro a Expocultural 2018

Com o tema ‘O futuro está em nossas mãos’

Com o tema ‘O futuro está em nossas mãos’ , levou alunos a desenvolverem trabalhos em prol da preservação do meio ambiente e dos animais

Aberta no dia 15 de setembro, na unidade Cantareira, a Expocultural 2018 teve a sua segunda e última etapa realizada no dia 29 de setembro, na unidade Cataguases, com uma brilhante  apresentação dos trabalhos desenvolvidos pelo alunos do Ensino Infantil e Fundamental I.

Com relação ao tema deste ano “O futuro está em nossas mãos”, os alunos desenvolveram com muita criatividade o grave problema enfrentado pelo planeta que é a questão da sustentabilidade e da preservação do meio ambiente e dos animais, muitos em extinção.

Todo o trabalho foi realizado em um contexto muito amplo, unindo a escola e a família, com a participação dos educadores e dos pais.

Não restam dúvidas de que esse assunto se tornou indispensável nas escolas devido ao contexto das relações entre homem e meio ambiente.

Para trabalhar a sustentabilidade na escola, é importante que exista um envolvimento do aluno tanto no teórico quanto também na prática. E isso foi muito observado e discutido na edição2018 da Expocultural através dos trabalhos apresentados.

Confira alguns depoimentos de coordenadoras, diretores e professores sobre a importância da Expocultural e do tema apresentado. 

Para a coordenadora dos 4ºs e 5ºs anos, professora Solange das Dores Santos, “ a Expocultural é um trabalho de pesquisa onde teve início no primeiro semestre e com o engajamento dos professores e alunos, além dos pais. As crianças escolhem o tema através do assunto principal que neste ano foi ‘O futuro em nossas mãos’ e dentro dele os grupos partiram para a área de interesse.  Os grupos foram subdivididos abrangendo todos os recursos que temos no planeta, tais como recursos renováveis e não  renováveis, o extrativismo vegetal, animal e mineral. A partir daí, a feira vai caminhando e mostrando os tipos de poluição que temos e o que podemos fazer para melhorar os parques reservados do Brasil. Temos grupos que trabalham com autores que questionam o meio ambiente, aqueles com artistas voltados para este tipo de assunto e enfim o grupo que aborda a Agenda 21 mostrando toda a preocupação que as pessoas têm com  o meio ambiente e a sustentabilidade”.

A professora também elogiou o desempenho dos alunos. “Eles não tinham a preocupação da quantidade de lixo que a gente gera e dos descuidos que temos em relação à natureza. Com esse trabalho conseguimos perceber que eles vão retratando nas maquetes, nos projetos, nos vídeos que eles buscaram, de que temos que ter essa preocupação, pois as próximas gerações é que colherão os frutos aqui plantados. Isso foi muito forte na cabeça deles e também na família que se engajou no trabalho e ajudou a construir e trouxe ideais. Esse conceito de preservar o ambiente, a natureza e os animais começa na família que é a base de tudo. Acredito que essa educação sustentável  precisa começar em casa e dar continuidade na escola. É preciso trabalhar em conjunto, escola e família”.

Já para a coordenadora dos 2ºs e 3ºs anos, professora Mônica Pregelj “a Expocultural é voltada para a pesquisa e esse trabalho é muito valorizado no Colégio Jardim São Paulo. Esse trabalho é desenvolvido durante o ano inteiro. O professor é um mediador, a princípio é levantado um tema que neste ano foi a sustentabilidade.  Foram mostrados todos os problemas ambientais através   de fotografias e vídeos onde foram resgatados esses conhecimentos prévios. O mais importante deste trabalho é o trajeto e a viagem que se faz deste conhecimento, até mais que a apresentação final.  Outro ponto importante do trabalho é a participação em equipe onde envolve respeito e dedicação.  A preocupação com o meio ambiente é infinita. Eu acho que a família ajuda muito neste sentido e é muito importante o engajamento e a participação dos pais”.

A coordenadora de Educação Infantil e 1ºs anos, professora Kátia Ribas, falou da importância da Expocultural para os pais e alunos. “A Expocultural é muito importante devido ao trabalho de pesquisa. Esse trabalho acontece junto com os pais e professores desde o início.  A partir do tema ‘o futuro em nossas mãos”, os alunos desenvolveram seus trabalhos, eles foram buscando novidades e informações diferentes. Cada sala desenvolveu um produto diferenciado. Nós caminhamos muito pela Amazônia com as tribos indígenas e o desmatamento. Eu acredito que é desde pequeno que se aprende sobre a preservação da natureza e dos animais. Estamos criando uma geração diferente, mais preocupada com o planeta.  O papel do professor é mostrar a importância da preservação, dos cuidados com os animais e o meio ambiente. É essa geração que irá salvar o nosso planeta”.

A professora e coordenadora-geral do Colégio Jardim São Paulo, Maria Eliza Meinberg de Souza Pereira  disse que está orgulhosa com o desempenho e a criatividade da equipe de professores, coordenadores e alunos do Colégio Jardim São Paulo. “Me sinto extremamente orgulhosa com o desempenho. Os trabalhos estão muito criativos e relevantes, estou feliz de ver o resultado final. Nós sempre procuramos escolher temas que tenham a haver com a questão pedagógica”.

Para Carolina Meinberg, psicóloga e diretora do Colégio Jardim São Paulo, a segunda etapa da Expocultural foi gratificante. Nesta fase as crianças de Educação Infantil abordaram a Floresta Amazônica,  os alunos dos 2ºs e 3ºs anos falando de ONGs e empresas sustentáveis  e dos 4ºs e 5ºs anos com temas diversos, cada um com sua zona de interesse, e completando os 6ºs até os 9ºs anos,  a sustentabilidade.  Então, o produto final deles foi criar uma casa sustentável onde fizeram uma pesquisa juntamente com a equipe de Tecnologia da Informação. Nós desenvolvemos um conceito muito atual, chamado ‘steam’ que envolve diversas disciplinas como Ciências, Tecnologia, Engenharia, Artes e Matemática”.

Carolina afirmou ainda a criatividade e o desempenho dos alunos. “A criatividade dos alunos nos encantou demais em todos os setores e faixas etárias. Nós observamos muitas obras maravilhosas feita por eles. É algo que nos motivou muito e vimos muito nesta edição da Expocultural.  Atualmente as crianças estão muito engajadas na preservação do meio ambiente e dos animais, pois temos uma necessidade de pensar assim, senão a água irá acabar, as novas matas serão cada vez mais destruídas. Temos que ter consciência e lutar para um mundo melhor, é uma questão de necessidade“.

A coordenadora de Educação Infantil e 1ºs anos, professora Silvia Rainha, também ressaltou a importância da Expocultural para os alunos, pais e professores. “A Expocultural é essencial, pois os alunos tiveram a consciência da importância da Floresta Amazônica, trabalharam temas muito interessantes, em especial a cultura indígena. Eles trabalharam com temas como plantas medicinais e demais costumes indígenas. Eles perceberam que a educação dos índios é diferente da nossa. Eu acho que as crianças de hoje estão mais conscientes em relação à nossa geração. Hoje  as crianças  têm uma visão diferente da preservação do meio ambiente e dos animais. E a família também tem uma visão diferente do meio ambiente, ela conscientiza mais seus filhos sobre a importância da preservação”.

Alfredo de Andrada Dodsworth, responsável pela direção pedagógica do Colégio Jardim São Paulo, destacou a importância da Expocultural “É um evento tradicional realizado há muitos anos pelo Colégio Jardim São Paulo. É um momento em que os alunos se exercitam e realizam o trabalho em equipe e pesquisas. A Expocultural proporciona conhecimento e interação entre a escola e a família, todos acabam sendo envolvidos com o tema. Este ano a escola escolheu o tema sustentabilidade, um grave problema que o país enfrenta, e a escola tem esse papel educacional de alertar e prevenir. Com certeza, esta geração está muito mais preocupada com a preservação do meio ambiente e dos animais”.

Alfredo também explicou o papel dos pais na apresentação dos trabalhos. “Esse é o momento onde os pais podem estar juntos com seus filhos exercitando esse trabalho em família, ajudando e colaborando. As famílias vão estar se encontrando, havendo interação entre elas. Existem algumas dificuldades é claro,  mas este é o momento onde os pais podem estar participando diretamente no dia  a dia da escola e de seu  filho, com certeza os pais participam de uma  forma efetiva, acredito, com muita satisfação”.

Para a professora  de Tecnologia da Educação, Adriana Carvalho , “ a Expocultural  é um momento onde colocamos todas as diversidades  no trabalho, junto aos alunos e professores, ou seja, tudo que é trabalhado em sala de aula, como os termos educacionais e a proposta da escola. É um momento onde os alunos conseguem mostrar tudo que é feito dentro da escola e que muitas vezes os pais não conseguem visualizar devido à correria do cotidiano.  Com certeza, essa geração está muito mais preocupada e interessada com  a preservação do meio ambiente. Este tema é urgente e precisamos fazer algo para melhorar o nosso planeta”.

Já para o professor de Tecnologia da Informação, Alexandre Ruiz, “ a Expocultural é um exemplo muito significativo e importante para os alunos e pais. Participo deste evento há 11 anos e percebo sua evolução principalmente no que diz respeito ao engajamento entre pais,  alunos e professores. E a tecnologia ajuda muito no desenvolvimento dos temas, em especial a internet”.

Os pais também tiveram uma fundamental importância no desenvolvimento dos trabalhos. Todos estavam muito engajados e participativos.

Abaixo depoimentos de pais, mães e alunos sobre a importância da Expocultural e do tema sustentabilidade.   

Para Jenia Park, mãe da aluna Elisa Choi, de 9 anos, “acho interessante a participação na Expocultural porque traz de volta esta questão de se relacionar e trabalhar em equipe. Eles se reuniram várias vezes para pesquisar e debater o tema.  É muito interessante esta proposta do Colégio Jardim São Paulo, referência em educação na região”.

Já para Crisicia Teles, mãe da aluna Lara Teles, de 9 anos, “a  Expocultuiral traz muito conhecimento  pois os alunos têm que pesquisar sobre o tema e a interação de grupos que começam a saber como liderar, organizar e lidar com as diferentes pessoas e suas personalidades. O tema deste ano foi muito interessante, pois esta geração fará um mundo melhor. O ensino do Colégio Jardim São Paulo é exemplar, é bastante avançado e motivador”. 

Segundo Gisele Mühle, mãe do aluno Victor Mühle, de 9 anos, “ a feira é muito importante devido ao aprendizado e o trabalho em grupo. O próprio  tema do trabalho, sustentabilidade, é muito relevante, principalmente porque estamos caminhando para a piora das condições ambientais.  O Colégio Jardim São Paulo é a escola que escolhi para os meus filhos, realmente gosto do ensino. A Expocultural é uma mostra do ensino de qualidade”.

Para Claudilene Marcolino de Souza, mãe do aluno Felipe Marcolino de Souza, de 10 anos, “a Expocultural é importante porque os alunos aprendem sobre temas interessantes e atuais. O tema sustentabilidade foi interessante pois é uma forma deles se conscientizarem da importância do meio ambiente. Esta geração está muito mais preocupada e consciente. A qualidade de ensino do Colégio Jardim São Paulo é fantástica, percebo no meu filho a evolução. Percebo a diferença em relação aos outros amigos do Felipe que não estudam aqui, principalmente na questão do conhecimento”.

Segundo o aluno Felipe  Marcolino de Souza, “a Expocultural agrega conhecimento e a curiosidade em pesquisar sobre diversos assuntos. Precisamos preservar a natureza e os animais, tem muito animal bonito e as pessoas estão matando, acho isso inútil”.

Para Stevan Ferreira, pai do aluno  David Ferreira, “a Expocultural é importante devido à conscientização em cuidar do nosso meio ambiente e também do trabalho em equipe.   Precisamos trabalhar o tema sustentabilidade desde pequeno, observamos também os pais participando junto com seus filhos. O ensino do Colégio Jardim São Paulo é ótimo e bastante avançado em relação aos demais colégios”.

Já para Alessandro D’Andrea, pai do aluno Marco Antônio M. D’Andrea, de 11 anos, “a Expocultural faz com que as crianças aprendam sobre valorização do meio ambiente e também conscientizar os adultos do que pode ser feito para evitar problemas em torno da humanidade. Acredito que a geração atual está mais preocupada com a preservação do meio ambiente devido à gama de informações e o acesso à internet, ou seja, as crianças estão muito mais preparadas com o meio ambiente e do planeta. O ensino do Colégio Jardim São Paulo é excelente pois o aprendizado é bastante avançado”.

Segundo Michella Rizzi dos Anjos, mãe da aluna  Clarissa dos Anjos Justino, “a Expocultural é maravilhosa, pois vão fundo nas pesquisas e conhecimento. O mais importante é a diversidade de assuntos. As crianças desta geração estão muito mais preocupadas com o meio ambiente.  O ensino do Colégio jardim São Paulo é ótimo, minha filha estuda aqui desde o infantil e só pretendo tirá-la daqui quando terminar o Ensino Médio”.

Para a aluna Clarissa dos Anjos Justino, “a Expocultural é muito importante, principalmente porque desenvolvemos um assunto relevante que é o meio ambiente e também porque eu gosto muito de animais. Para mim os adultos deveriam se preocupar muito mais com a natureza e os animais”.

De acordo com Ronaldo Augusto Modes, pai da aluna Laís Liberato Modes, “ a Expocultural é muito importante principalmente pela diversidade dos temas e a consciência no aspecto do meio ambiente. O ensino do Colégio Jardim São Paulo é excelente pois aceitam sugestões dos pais, isso é maravilhoso”

Para Claudia Liberato Modes, mãe da aluna Laís Liberato Modes, “a Expocultural é importante para a realização desses projetos e na troca de informações  e diversidade de opiniões.  Estou bastante satisfeita com o ensino do Colégio Jardim São Paulo, está dentro das minhas expectativas”.

De acordo com Milena Quinto Marchiori, mãe da aluna  Alice Marchiori, “a Expocultural é muito importante principalmente na conscientização do tema sustentabilidade e preservação do meio ambiente e dos animais e também do desmatamento. E o ensino do Colégio Jardim São Paulo é excelente, estou muito satisfeita com o aprendizado que minha filha está tendo aqui na escola”.   

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Colégio Jardim São Paulo fecha com chave de ouro a Expocultural 2018

Com o tema ‘O futuro está em nossas mãos’ , levou alunos a desenvolverem trabalhos em prol da preservação do meio ambiente e dos animais

Aberta no dia 15 de setembro, na unidade Cantareira, a Expocultural 2018 teve a sua segunda e última etapa realizada no dia 29 de setembro, na unidade Cataguases, com uma brilhante  apresentação dos trabalhos desenvolvidos pelo alunos do Ensino Infantil e Fundamental I.

Com relação ao tema deste ano “O futuro está em nossas mãos”, os alunos desenvolveram com muita criatividade o grave problema enfrentado pelo planeta que é a questão da sustentabilidade e da preservação do meio ambiente e dos animais, muitos em extinção.

Todo o trabalho foi realizado em um contexto muito amplo, unindo a escola e a família, com a participação dos educadores e dos pais.

Não restam dúvidas de que esse assunto se tornou indispensável nas escolas devido ao contexto das relações entre homem e meio ambiente.

Para trabalhar a sustentabilidade na escola, é importante que exista um envolvimento do aluno tanto no teórico quanto também na prática. E isso foi muito observado e discutido na edição2018 da Expocultural através dos trabalhos apresentados.

Confira alguns depoimentos de coordenadoras, diretores e professores sobre a importância da Expocultural e do tema apresentado. 

Para a coordenadora dos 4ºs e 5ºs anos, professora Solange das Dores Santos, “ a Expocultural é um trabalho de pesquisa onde teve início no primeiro semestre e com o engajamento dos professores e alunos, além dos pais. As crianças escolhem o tema através do assunto principal que neste ano foi ‘O futuro em nossas mãos’ e dentro dele os grupos partiram para a área de interesse.  Os grupos foram subdivididos abrangendo todos os recursos que temos no planeta, tais como recursos renováveis e não  renováveis, o extrativismo vegetal, animal e mineral. A partir daí, a feira vai caminhando e mostrando os tipos de poluição que temos e o que podemos fazer para melhorar os parques reservados do Brasil. Temos grupos que trabalham com autores que questionam o meio ambiente, aqueles com artistas voltados para este tipo de assunto e enfim o grupo que aborda a Agenda 21 mostrando toda a preocupação que as pessoas têm com  o meio ambiente e a sustentabilidade”.

A professora também elogiou o desempenho dos alunos. “Eles não tinham a preocupação da quantidade de lixo que a gente gera e dos descuidos que temos em relação à natureza. Com esse trabalho conseguimos perceber que eles vão retratando nas maquetes, nos projetos, nos vídeos que eles buscaram, de que temos que ter essa preocupação, pois as próximas gerações é que colherão os frutos aqui plantados. Isso foi muito forte na cabeça deles e também na família que se engajou no trabalho e ajudou a construir e trouxe ideais. Esse conceito de preservar o ambiente, a natureza e os animais começa na família que é a base de tudo. Acredito que essa educação sustentável  precisa começar em casa e dar continuidade na escola. É preciso trabalhar em conjunto, escola e família”.

Já para a coordenadora dos 2ºs e 3ºs anos, professora Mônica Pregelj “a Expocultural é voltada para a pesquisa e esse trabalho é muito valorizado no Colégio Jardim São Paulo. Esse trabalho é desenvolvido durante o ano inteiro. O professor é um mediador, a princípio é levantado um tema que neste ano foi a sustentabilidade.  Foram mostrados todos os problemas ambientais através   de fotografias e vídeos onde foram resgatados esses conhecimentos prévios. O mais importante deste trabalho é o trajeto e a viagem que se faz deste conhecimento, até mais que a apresentação final.  Outro ponto importante do trabalho é a participação em equipe onde envolve respeito e dedicação.  A preocupação com o meio ambiente é infinita. Eu acho que a família ajuda muito neste sentido e é muito importante o engajamento e a participação dos pais”.

A coordenadora de Educação Infantil e 1ºs anos, professora Kátia Ribas, falou da importância da Expocultural para os pais e alunos. “A Expocultural é muito importante devido ao trabalho de pesquisa. Esse trabalho acontece junto com os pais e professores desde o início.  A partir do tema ‘o futuro em nossas mãos”, os alunos desenvolveram seus trabalhos, eles foram buscando novidades e informações diferentes. Cada sala desenvolveu um produto diferenciado. Nós caminhamos muito pela Amazônia com as tribos indígenas e o desmatamento. Eu acredito que é desde pequeno que se aprende sobre a preservação da natureza e dos animais. Estamos criando uma geração diferente, mais preocupada com o planeta.  O papel do professor é mostrar a importância da preservação, dos cuidados com os animais e o meio ambiente. É essa geração que irá salvar o nosso planeta”.

A professora e coordenadora-geral do Colégio Jardim São Paulo, Maria Eliza Meinberg de Souza Pereira  disse que está orgulhosa com o desempenho e a criatividade da equipe de professores, coordenadores e alunos do Colégio Jardim São Paulo. “Me sinto extremamente orgulhosa com o desempenho. Os trabalhos estão muito criativos e relevantes, estou feliz de ver o resultado final. Nós sempre procuramos escolher temas que tenham a haver com a questão pedagógica”.

Para Carolina Meinberg, psicóloga e diretora do Colégio Jardim São Paulo, a segunda etapa da Expocultural foi gratificante. Nesta fase as crianças de Educação Infantil abordaram a Floresta Amazônica,  os alunos dos 2ºs e 3ºs anos falando de ONGs e empresas sustentáveis  e dos 4ºs e 5ºs anos com temas diversos, cada um com sua zona de interesse, e completando os 6ºs até os 9ºs anos,  a sustentabilidade.  Então, o produto final deles foi criar uma casa sustentável onde fizeram uma pesquisa juntamente com a equipe de Tecnologia da Informação. Nós desenvolvemos um conceito muito atual, chamado ‘steam’ que envolve diversas disciplinas como Ciências, Tecnologia, Engenharia, Artes e Matemática”.

Carolina afirmou ainda a criatividade e o desempenho dos alunos. “A criatividade dos alunos nos encantou demais em todos os setores e faixas etárias. Nós observamos muitas obras maravilhosas feita por eles. É algo que nos motivou muito e vimos muito nesta edição da Expocultural.  Atualmente as crianças estão muito engajadas na preservação do meio ambiente e dos animais, pois temos uma necessidade de pensar assim, senão a água irá acabar, as novas matas serão cada vez mais destruídas. Temos que ter consciência e lutar para um mundo melhor, é uma questão de necessidade“.

A coordenadora de Educação Infantil e 1ºs anos, professora Silvia Rainha, também ressaltou a importância da Expocultural para os alunos, pais e professores. “A Expocultural é essencial, pois os alunos tiveram a consciência da importância da Floresta Amazônica, trabalharam temas muito interessantes, em especial a cultura indígena. Eles trabalharam com temas como plantas medicinais e demais costumes indígenas. Eles perceberam que a educação dos índios é diferente da nossa. Eu acho que as crianças de hoje estão mais conscientes em relação à nossa geração. Hoje  as crianças  têm uma visão diferente da preservação do meio ambiente e dos animais. E a família também tem uma visão diferente do meio ambiente, ela conscientiza mais seus filhos sobre a importância da preservação”.

Alfredo de Andrada Dodsworth, responsável pela direção pedagógica do Colégio Jardim São Paulo, destacou a importância da Expocultural “É um evento tradicional realizado há muitos anos pelo Colégio Jardim São Paulo. É um momento em que os alunos se exercitam e realizam o trabalho em equipe e pesquisas. A Expocultural proporciona conhecimento e interação entre a escola e a família, todos acabam sendo envolvidos com o tema. Este ano a escola escolheu o tema sustentabilidade, um grave problema que o país enfrenta, e a escola tem esse papel educacional de alertar e prevenir. Com certeza, esta geração está muito mais preocupada com a preservação do meio ambiente e dos animais”.

Alfredo também explicou o papel dos pais na apresentação dos trabalhos. “Esse é o momento onde os pais podem estar juntos com seus filhos exercitando esse trabalho em família, ajudando e colaborando. As famílias vão estar se encontrando, havendo interação entre elas. Existem algumas dificuldades é claro,  mas este é o momento onde os pais podem estar participando diretamente no dia  a dia da escola e de seu  filho, com certeza os pais participam de uma  forma efetiva, acredito, com muita satisfação”.

Para a professora  de Tecnologia da Educação, Adriana Carvalho , “ a Expocultural  é um momento onde colocamos todas as diversidades  no trabalho, junto aos alunos e professores, ou seja, tudo que é trabalhado em sala de aula, como os termos educacionais e a proposta da escola. É um momento onde os alunos conseguem mostrar tudo que é feito dentro da escola e que muitas vezes os pais não conseguem visualizar devido à correria do cotidiano.  Com certeza, essa geração está muito mais preocupada e interessada com  a preservação do meio ambiente. Este tema é urgente e precisamos fazer algo para melhorar o nosso planeta”.

Já para o professor de Tecnologia da Informação, Alexandre Ruiz, “ a Expocultural é um exemplo muito significativo e importante para os alunos e pais. Participo deste evento há 11 anos e percebo sua evolução principalmente no que diz respeito ao engajamento entre pais,  alunos e professores. E a tecnologia ajuda muito no desenvolvimento dos temas, em especial a internet”.

Os pais também tiveram uma fundamental importância no desenvolvimento dos trabalhos. Todos estavam muito engajados e participativos.

Abaixo depoimentos de pais, mães e alunos sobre a importância da Expocultural e do tema sustentabilidade.   

Para Jenia Park, mãe da aluna Elisa Choi, de 9 anos, “acho interessante a participação na Expocultural porque traz de volta esta questão de se relacionar e trabalhar em equipe. Eles se reuniram várias vezes para pesquisar e debater o tema.  É muito interessante esta proposta do Colégio Jardim São Paulo, referência em educação na região”.

Já para Crisicia Teles, mãe da aluna Lara Teles, de 9 anos, “a  Expocultuiral traz muito conhecimento  pois os alunos têm que pesquisar sobre o tema e a interação de grupos que começam a saber como liderar, organizar e lidar com as diferentes pessoas e suas personalidades. O tema deste ano foi muito interessante, pois esta geração fará um mundo melhor. O ensino do Colégio Jardim São Paulo é exemplar, é bastante avançado e motivador”. 

Segundo Gisele Mühle, mãe do aluno Victor Mühle, de 9 anos, “ a feira é muito importante devido ao aprendizado e o trabalho em grupo. O próprio  tema do trabalho, sustentabilidade, é muito relevante, principalmente porque estamos caminhando para a piora das condições ambientais.  O Colégio Jardim São Paulo é a escola que escolhi para os meus filhos, realmente gosto do ensino. A Expocultural é uma mostra do ensino de qualidade”.

Para Claudilene Marcolino de Souza, mãe do aluno Felipe Marcolino de Souza, de 10 anos, “a Expocultural é importante porque os alunos aprendem sobre temas interessantes e atuais. O tema sustentabilidade foi interessante pois é uma forma deles se conscientizarem da importância do meio ambiente. Esta geração está muito mais preocupada e consciente. A qualidade de ensino do Colégio Jardim São Paulo é fantástica, percebo no meu filho a evolução. Percebo a diferença em relação aos outros amigos do Felipe que não estudam aqui, principalmente na questão do conhecimento”.

Segundo o aluno Felipe  Marcolino de Souza, “a Expocultural agrega conhecimento e a curiosidade em pesquisar sobre diversos assuntos. Precisamos preservar a natureza e os animais, tem muito animal bonito e as pessoas estão matando, acho isso inútil”.

Para Stevan Ferreira, pai do aluno  David Ferreira, “a Expocultural é importante devido à conscientização em cuidar do nosso meio ambiente e também do trabalho em equipe.   Precisamos trabalhar o tema sustentabilidade desde pequeno, observamos também os pais participando junto com seus filhos. O ensino do Colégio Jardim São Paulo é ótimo e bastante avançado em relação aos demais colégios”.

Já para Alessandro D’Andrea, pai do aluno Marco Antônio M. D’Andrea, de 11 anos, “a Expocultural faz com que as crianças aprendam sobre valorização do meio ambiente e também conscientizar os adultos do que pode ser feito para evitar problemas em torno da humanidade. Acredito que a geração atual está mais preocupada com a preservação do meio ambiente devido à gama de informações e o acesso à internet, ou seja, as crianças estão muito mais preparadas com o meio ambiente e do planeta. O ensino do Colégio Jardim São Paulo é excelente pois o aprendizado é bastante avançado”.

Segundo Michella Rizzi dos Anjos, mãe da aluna  Clarissa dos Anjos Justino, “a Expocultural é maravilhosa, pois vão fundo nas pesquisas e conhecimento. O mais importante é a diversidade de assuntos. As crianças desta geração estão muito mais preocupadas com o meio ambiente.  O ensino do Colégio jardim São Paulo é ótimo, minha filha estuda aqui desde o infantil e só pretendo tirá-la daqui quando terminar o Ensino Médio”.

Para a aluna Clarissa dos Anjos Justino, “a Expocultural é muito importante, principalmente porque desenvolvemos um assunto relevante que é o meio ambiente e também porque eu gosto muito de animais. Para mim os adultos deveriam se preocupar muito mais com a natureza e os animais”.

De acordo com Ronaldo Augusto Modes, pai da aluna Laís Liberato Modes, “ a Expocultural é muito importante principalmente pela diversidade dos temas e a consciência no aspecto do meio ambiente. O ensino do Colégio Jardim São Paulo é excelente pois aceitam sugestões dos pais, isso é maravilhoso”

Para Claudia Liberato Modes, mãe da aluna Laís Liberato Modes, “a Expocultural é importante para a realização desses projetos e na troca de informações  e diversidade de opiniões.  Estou bastante satisfeita com o ensino do Colégio Jardim São Paulo, está dentro das minhas expectativas”.

De acordo com Milena Quinto Marchiori, mãe da aluna  Alice Marchiori, “a Expocultural é muito importante principalmente na conscientização do tema sustentabilidade e preservação do meio ambiente e dos animais e também do desmatamento. E o ensino do Colégio Jardim São Paulo é excelente, estou muito satisfeita com o aprendizado que minha filha está tendo aqui na escola”.   

Publicidade