SEMANÁRIO ZONA NORTE - JORNAL DE MAIOR CIRCULAÇÃO NA ZONA NORTE

Notícias Geral

Presidente do Sescon-SP fala com ministro Guedes sobre preocupações do setor contábil

Em uma reunião com o ministro da Economia, Paulo Guedes

Presidente do Sescon-SP fala com ministro Guedes sobre preocupações do setor contábil
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Em uma reunião com o ministro da Economia, Paulo Guedes, o presidente do Sescon-SP, Reynaldo Lima Jr. falou sobre algumas preocupações do segmento contábil em relação à saúde das empresas, como a possibilidade de um parcelamento especial para as obrigações tributárias e também sobre postergações de obrigações tributárias e da preservação do  emprego. A reunião foi realizada pelo deputado federal Laércio Oliveira, que é presidente da Frente Parlamentar em Defesa do Setor de Serviços.

Reynaldo Lima elogiou as medidas de urgência tomadas pelo Governo e defendeu ainda o aumento dos prazos para redução da jornada e salário e a suspensão temporária do contrato de trabalho. O ministro disse que MP que trata da manutenção dos empregos foi para atender o anseio imediato dentro dos limites legais do Ministério na ocasião.

Lima demonstrou ainda preocupação com a situação das empresas nos próximos meses. “Com a postergação dos tributos, as empresas irão acumular diversos vencimentos ao mesmo tempo, numa época muito difícil que é o final do ano,  gerando um novo problema de caixa e possível inadimplência das empresas. Por isso, proponho um possível parcelamento como no FGTS previsto em 6 vezes”, disse.

Guedes afirmou que esses pleitos já estão no radar do Ministério. “Nós não tínhamos ainda para o apoio da MP a permissão de fazermos despesas novas. A gente tinha, inicialmente, que manter os impostos porque se reduzíssemos iríamos ter problemas com a Lei de Responsabilidade Fiscal”, respondeu.

Na pauta, ainda foram debatidos pontos como: fôlego para as empresas de serviços em função da crise provocada pela pandemia do coronavírus, retomar pautas de modernização trabalhista da MP 905 que caducou, prorrogação por dois anos da desoneração da folha de pagamentos de setores, entre outros.

Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!