SEMANÁRIO ZONA NORTE - JORNAL DE MAIOR CIRCULAÇÃO NA ZONA NORTE

Notícias Colunistas

Lá se vão 30 anos...

Lá se vão 30 anos do dia que um simples olhar e um sorriso despretensioso causou em mim algo totalmente desconhecido

Lá se vão 30 anos...
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando


Lá se vão 30 anos do dia que um simples olhar e um sorriso despretensioso causou em mim algo totalmente desconhecido. Creio que seja impossível descrever aquela sensação. Para mim inexplicável; uma sensação incrível. Talvez eu possa definir aquela sensação como um curso intensivo de como amar muito além de mim mesmo. Foi algo diferente, sem trocas, sem cobranças ou exigências. Algo único! 
Ali, frente a frente, no mais absoluto silêncio, sem qualquer palavra, tudo foi indescritível. Simplesmente aconteceu. Acredito que essa sensação talvez possa ser compreendida por aqueles que já vivenciaram idêntica experiência. Conheci o que é o amor incondicional. Percebi que amor se dá sem se pedir nada em troca. 
Naquele momento, jovem que iniciava uma carreira e porque não dizer a vida, compreendi que já não poderia pensar somente em mim e no meu bem-estar pessoal.  Agora tinha novos compromissos a cumprir e precisava procurar aprimorar minhas qualidades, especialmente porque seria exemplo. 
Percebi que minha responsabilidade aumentava e, concomitantemente, que ficara exposto a todo tipo de dor, de incerteza e do medo de perder algo inesperadamente tão querido. Ligações hereditárias, biológicas e, sobretudo, carmicas foram estabelecidas a ponto daquela estrela ter me escolhido como uma das pessoas que deveria estar mais próximo dela. 
Criou-se um novo sentido a minha existência e a partir daquele momento um tinha no outro a oportunidade de desenvolver o melhor que existe em cada um de nós, iniciando-se um caminho que deveria ser - e é - trilhado com amizade, cumplicidade, parceria e respeito. 
Tudo foi e ainda é muito forte! 
Na cumplicidade que se estabeleceu, nesses 30 anos de convívio aceitamos juntos as dificuldades do cotidiano, superando-as com otimismo e fé, desenvolvendo nossos espíritos. Aliás, nunca qualquer dificuldade foi grande o suficiente pra te fazer retroceder. Muito pelo contrário! Também, por evidente, aproveitamos os muitos bons momentos, as conquistas, os amigos, as viagens etc, que revigoram as energias. Enfim, sob todos os aspectos, temos vivenciado esse caminho que é usufruído e degustado como vinho raro, único e inimitável.
Apesar das minhas imperfeições, esforço-me para ser alguém sempre presente, um ombro amigo, um bom conselheiro, e, nesta existência material, um bom pai. 
Que venham outros tantos anos felizes e que Deus siga te abençoando para que você continue sendo exemplo de alegria, resignação, perseverança, vitalidade, luta e fé para todos que têm a oportunidade de conviver contigo.
Simplesmente, siga sendo exemplo!
Ana Paula: parabéns pelos seus 30 (trinta) anos de conquistas materiais e espirituais!
     
Paulo Eduardo de Barros Fonseca

Comentários:

+ Lidas

Nossas notícias no celular

Receba as notícias do Semanário ZN no seu app favorito de mensagens.

Telegram
Whatsapp
Entrar
Anunciante 039

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!