SEMANÁRIO ZONA NORTE - JORNAL DE MAIOR CIRCULAÇÃO NA ZONA NORTE

Notícias Colunistas

Esquecimento

Colunista Marco Antonio Garcia

Esquecimento
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Todos nós já esquecemos algum objeto, lugar, compromisso ou lembranças. O esquecimento faz parte do funcionamento da memória cerebral.

Esquecer é normal e necessário para dar lugar a novas ideias para nossa consciência. Muitos conteúdos ficam no subconsciente ou inconsciente e quando precisamos nos lembrar, eles emergem, se for importante, caso contrário esquecemos, por que não precisamos ou não queremos lembrar.

Com o passar dos anos nossos neurônios vão morrendo e temos a tendência de esquecer pequenas coisas, principalmente memórias recentes.

A partir do momento que o esquecimento interfere na vida cotidiana, comprometendo a independência pessoal e social, começa a preocupação.

Transtorno neurocognitivo ou demência é o conjunto de sintomas e alterações na memória de longo, médio ou curto prazo, afetando o raciocínio, julgamento, linguagem e o pensamento.

Fique atento quanto tiver alterações no humor sem motivo, guardar objetos e não se lembrar onde estão ou ficar mais lento nas atividades, esquecer palavras comuns, repetir as mesmas perguntas com frequência, esquecer onde está e se sentindo perdido.  A doença mais comum é o Alzheimer, que é grave e pode ser hereditária.

Algumas causas dos esquecimentos podem ser a depressão, muita ansiedade e estrese, transtorno do sono, síndromes metabólicas e endócrinas, medicamentos, traumas, alcoolismo, etc.

Nossa memória é seletiva, às vezes esquecemos o que não queremos nos lembrar, como um mecanismo de defesa do ego, ocorrendo até atos falhos.

Muita preocupação e tensão no dia a dia com excesso de visualização nas mídias sociais e estímulos externos prejudicam a memória, podendo ter um apagão, dando um branco quando você mais precisa se lembrar, como num vestibular, com medo de errar e não dar conta da pressão.

Por isso não se cobre tanto, respeite seus limites, a vida é feita de bons momentos, os ruins tente superá-los e não sofrer tanto por eles, que estão no passado.

Anote os compromissos futuros, você não é um supercomputador com HD cheio.

Marco Antonio Garcia

Psicólogo e psicoterapeuta

Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!