SEMANÁRIO ZONA NORTE - JORNAL DE MAIOR CIRCULAÇÃO NA ZONA NORTE

Zona Norte recebe Ação Integrada de Segurança

A Zona Norte de São Paulo mais uma vez sai na frente e receberá uma Ação Integrada de Segurança

A Zona Norte de São Paulo mais uma vez sai na frente e receberá uma Ação Integrada de Segurança que visa através de serviços de cooperação entre a Polícia Militar, Guarda Civil Metropolitana (GCM), Prefeitura de São Paulo, entre outros órgãos representativos da região, gerando assim melhores resultados através de um trabalho abrangente, visando trazer uma maior tranquilidade aos moradores e consequentemente melhorando a qualidade de vida de todos.

Para o coronel PM e comandante do Policiamento da Área Metropolitana 3, Leandro Gomes Santana, “através deste trabalho estamos fazendo valer o conceito de ordem pública da PM, que tem como missão constitucional, a polícia ostensiva e a preservação da ordem pública, que aliás, possui dentro dela, outros três atributos: Tranquilidade Pública, A Salubridade Pública e a Segurança Pública. Devido a estes três pilares, é que nós precisamos pensar no envolvimento direto e integrado de todos os participantes deste projeto”.

Estas ações tiveram início na área central da cidade, por meio da Coordenadoria Operacional e Comando de Policiamento da Capital, e a partir de agora, o trabalho ganha mais dinamismo, através da fase regionalizada e setorizada. “Acreditamos que estas ações contínuas irão atingir progressivamente outros participantes e órgãos da região, através não só das atuais demandas, mas também das que surgirão. Além disso, teremos encontros periódicos com os representantes já envolvidos, visando não só otimizar as atuais ações, mas também, tornarmos o trabalho cada vez mais inteligente e eficaz. Diversas demandas que surgem necessitam desta integração, pois são operações meramente policiais, e é partir daí, que se dá a importância desta parceria. Buscaremos não só combater a violência e a as perturbações de sossego, como também vamos abranger os serviços de limpeza, organização, entre outros”, finalizou o coronel Leandro.

Já o inspetor, superintendente regional da Guarda Civil Metropolitana (CGM) e comandante regional da Área 3, Genildo Batista de Souza, um dos principais problemas a serem combatidos são os chamados pancadões, que atrapalham a vida de muitos moradores da Zona Norte. “Estas demandas chegam a ser de 80% nos finais de semana, e devido a este alto número e também às frequentes ocorrências, precisamos e daremos uma resposta para a sociedade. Já temos alguns locais mapeados com a ajuda dos munícipes, que realizam as suas reclamações através dos mais diversos canais de comunicação, seja pelo 190, site da Prefeitura de São Paulo, entre outros. Serão ações contínuas, que visam uma estratégia de combate e que ocorrerão de quinta a domingo, procurando mudar todo o atual panorama existente na região. Pretendemos acabar com este problema”, conclui.

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Zona Norte recebe Ação Integrada de Segurança

A Zona Norte de São Paulo mais uma vez sai na frente e receberá uma Ação Integrada de Segurança que visa através de serviços de cooperação entre a Polícia Militar, Guarda Civil Metropolitana (GCM), Prefeitura de São Paulo, entre outros órgãos representativos da região, gerando assim melhores resultados através de um trabalho abrangente, visando trazer uma maior tranquilidade aos moradores e consequentemente melhorando a qualidade de vida de todos.

Para o coronel PM e comandante do Policiamento da Área Metropolitana 3, Leandro Gomes Santana, “através deste trabalho estamos fazendo valer o conceito de ordem pública da PM, que tem como missão constitucional, a polícia ostensiva e a preservação da ordem pública, que aliás, possui dentro dela, outros três atributos: Tranquilidade Pública, A Salubridade Pública e a Segurança Pública. Devido a estes três pilares, é que nós precisamos pensar no envolvimento direto e integrado de todos os participantes deste projeto”.

Estas ações tiveram início na área central da cidade, por meio da Coordenadoria Operacional e Comando de Policiamento da Capital, e a partir de agora, o trabalho ganha mais dinamismo, através da fase regionalizada e setorizada. “Acreditamos que estas ações contínuas irão atingir progressivamente outros participantes e órgãos da região, através não só das atuais demandas, mas também das que surgirão. Além disso, teremos encontros periódicos com os representantes já envolvidos, visando não só otimizar as atuais ações, mas também, tornarmos o trabalho cada vez mais inteligente e eficaz. Diversas demandas que surgem necessitam desta integração, pois são operações meramente policiais, e é partir daí, que se dá a importância desta parceria. Buscaremos não só combater a violência e a as perturbações de sossego, como também vamos abranger os serviços de limpeza, organização, entre outros”, finalizou o coronel Leandro.

Já o inspetor, superintendente regional da Guarda Civil Metropolitana (CGM) e comandante regional da Área 3, Genildo Batista de Souza, um dos principais problemas a serem combatidos são os chamados pancadões, que atrapalham a vida de muitos moradores da Zona Norte. “Estas demandas chegam a ser de 80% nos finais de semana, e devido a este alto número e também às frequentes ocorrências, precisamos e daremos uma resposta para a sociedade. Já temos alguns locais mapeados com a ajuda dos munícipes, que realizam as suas reclamações através dos mais diversos canais de comunicação, seja pelo 190, site da Prefeitura de São Paulo, entre outros. Serão ações contínuas, que visam uma estratégia de combate e que ocorrerão de quinta a domingo, procurando mudar todo o atual panorama existente na região. Pretendemos acabar com este problema”, conclui.

Publicidade