SEMANÁRIO ZONA NORTE - JORNAL DE MAIOR CIRCULAÇÃO NA ZONA NORTE

Tucuruvi faz aniversário no dia 24 de outubro

Bairro é um dos mais significativos e pujantes da Zona Norte

Tucuruvi é um distrito situado na Zona Norte  de São Paulo, pertencente à Subprefeitura de Santana/Tucuruvi. O distrito é atendido pela linha 1 do metrô de São Paulo nas estações Parada Inglesa e Tucuruvi. Destaca-se o Jardim França, bairro nobre localizado em sua extensão. O Tucuruvi, um dos bairros mais importantes e conhecidos da Zona Norte de SãoPaulo, foi fundado em 24 de outubro de 1903. O nome Tucuruvi tem origem no tupi-guarani e significa gafanhoto verde, inseto que era muito encontrado em fazendas da região. O gafanhoto é o mascote da escola de samba Acadêmicos do Tucuruvi.

Na época de sua fundação predominavam os sítios na área, dos quais os mais conhecidos eram o Lavrinhas, Pedregulho e Tapera Grande. O primeiro núcleo do povoamento foi iniciado em 24 de outubro de 1903 pelo inglês Willian Harding. O britânico havia comprado uma grande área e, nove anos após a transação, fundou a Vila Harding, que se localizava no alto de uma colina, o que proporcionava aos visitantes uma bela visão de São Paulo. Do núcleo inicial, sobrou o palacete de sete mil m², construído por Harding para sua moradia que abriga hoje a sede da Subprefeitura Santana/Tucuruvi. Harding nasceu em 27 de agosto de 1856 em Someser, Inglaterra e chegou ao Brasil com três anos de idade. Aos poucos, suas propriedades foram sendo vendidas para dar lugar ao bairro que surgia. No dia 4 de maio de 1918, era celebrada a primeira missa, ainda em instalações precárias, no bairro. Em 6 de outubro desse ano, foi lançada a pedra fundamental da Igreja do Menino Jesus do Tucuruvi, que ainda hoje é um dos símbolos do bairro. Ainda naquele ano, foi fundada a Escola Noturna da Associação Beneficente do Tucuruvi.

Tucuruvi transformou-se em distrito entre 1900 e 1950. O primeiro núcleo de povoamento da região ocorreu em 1903, quando o inglês William Harding comprou terrenos região. A área comprada e arredores formaram o bairro Parada Inglesa. O sítio Pedregulho pertencia a Bento Ribeiro da Silva que o vendeu a Mariano Antônio Pedro por 128 contos de réis. Esta propriedade passou para Ignácio Joaquim por 158 contos de réis, que a deixou como herança para seu filho Claudino Ignácio Joaquim. Em 1914, começou a nascer um bairro importante do Tucuruvi – a Vila Mazzei, quando Claudino Ignácio Joaquim vendeu o sítio Lavrinhas - ex Pedregulho para o italiano Henrique Mazzei, que teve a grande ideia de fazer uma divisão em loteamentos dos 500 mil metros quadrados em lotes de 10x40 e 10x50, ocupados por pomares e jardins que aproveitavam o declive acentuado dessa região, vendendo-os em pequenas prestações. Em terreno cedido pelos Mazzei, foi iniciada em 1918, a construção da Igreja Menino Jesus, na atual Avenida Mazzei. O distrito manteve aspectos rurais durante muito tempo. O Tramway Cantareira que ligava o centro até a Serra da Cantareira o desenvolveu em torno de suas estações. O mesmo trem era um dos únicos meios de transporte dos seus moradores até a década de 1960.

O nome gafanhoto verde, atribuído ao bairro, se deve ao fato de o Tucuruvi, em sua origem, ter sido formado por pastagens de gado, habitat ideal para esse tipo de inseto. Existem outras versões para o curioso nome como a de ser derivado da palavra Taquaravi, que em tupi significa taquara verde, vegetação típica do local. Outra teoria para a origem do nome relaciona-o aos tocos ruivos. As propriedades eram demarcadas com tocos cor de ouro, mas que se transformavam em ruivos com o tempo e a ação do sol e da chuva. Aos poucos, com o loteamento das propriedades e o consequente aumento da população, o Tucuruvi foi perdendo sua feição rural e adquirindo outra, mais urbana e cosmopolita, assim como a vizinha Santana. Em pouco tempo o bairro já havia se transformado em área tipicamente urbana, com grandes prédios e comércio concentrado nas imediações da estação do metrô. A pequena distância do Centro (apenas 4,5 quilômetros) foi decisiva para o desenvolvimento do bairro.

A estação terminal da Linha 1 do Metrô de São Paulo, na atual Estação Tucuruvi, ocupa o local onde antes foi uma estação do trem da Cantareira, em frente à Colina do Tucuruvi, local do palacete de Harding e primeiro núcleo habitacional do bairro. Além da Estação Tucuruvi o distrito abriga a Estação Parada Inglesa. O distrito abriga a sede da Academia de Polícia Militar do Barro Branco, localizada na Invernada da Polícia Militar.

Tucuruvi hoje

O bairro Tucuruvi tem apresentado grandes mudanças nos últimos anos. A excepcional resposta ao mercado de Shopping Centers instalados junto à estação de metrô, como o exemplo de sucesso comprovado do Shopping Metrô Santa Cruz, trouxe para o Shopping Metrô Tucuruvi a certeza de um bom negócio. O Shopping está ancorado pelas marcas mais consagradas do mercado. Além disso, conta com o conceito de corredor único, que facilita o acesso, a circulação e a visibilidade de todas as lojas. O empreendimento tem uma localização estratégica na Zona Norte, ponto de congruência de pessoas de diversas regiões que utilizam o terminal de ônibus urbano e intermunicipal e a estação de metrô como transporte diário, por onde circulam cerca de 1.2 milhões de usuários por mês.

Características

Tem um dos melhores climas da cidade, em parte devido à proximidade com a Serra da Cantareira. A estação terminal da linha 1 do metrô de São Paulo, na atual Estação Tucuruvi, ocupa o local onde antes foi uma estação do trem da Cantareira, em frente à Colina do Tucuruvi, local do palacete de Harding e primeiro núcleo habitacional do bairro. O distrito abriga a sede da Academia de Polícia Militar do Barro Branco, que fica no bairro do Jardim Barro Branco.

Curiosidades

A primeira escola pública fundada, em 24 de fevereiro de 1922, Escolas  Reunidas do Tucuruvi. O primeiro diretor foi o professor Nestor Pereira Leite. Já em fevereiro de 1925 foi criado o Grupo Escolar do Tucuruvi, na Rua Ausônia, com 12 classes. O diretor foi o professor Antonio M. Rosa. Em 29 de setembro de 1938, foi inaugurado o Grupo Escolar Silva Jardim. O diretor foi o professor Antonio M. Rosa. Dentre as autoridades presentes, dr. Adhemar de Barros e esposa.

O Cine Tucuruvi foi inaugurado em 22 de fevereiro de 1941. Em 1934, o Cartório veio para o Distrito do Tucuruvi, sendo instalado no bairro do Tremembé.

O primeiro casamento foi do sr. Antonio Francisco Alves e Dona Cesaria de Abreu, no dia 1° de setembro de 1934. O juiz de Paz foi o sr. Manuel Pereira Gomes.

Na época, o clube no bairro era Clube Atlético Tucuruvi, que ficava na parte superior de uma padaria, na década de 1940 o presidente era o sr. Ambrósio Augusto. No dia 1° de dezembro de 1913 entrou em operação a Estação Tucuruvi.

Acadêmicos do Tucuruvi

O Grêmio Recreativo Cultural Social Escola de Samba Acadêmicos do Tucuruvi é uma escola de samba da cidade de São Paulo, fundada em 1º de fevereiro de 1976 por um grupo de moradores do bairro do Tucuruvi. O símbolo adotado pela escola foi um gafanhoto, uma forma de homenagear o bairro, pois “tucuruvi” em tupi significa “gafanhoto verde”. Suas cores no início eram o preto e amarelo, porém mudaram no começo da década de 1980 para as cores atuais: azul e branco.

Metrô

Tucuruvi é uma das estações da linha 1-Azul do metrô de São Paulo. Foi inaugurada no dia 29 de abril de 1998, tendo feito parte do plano de expansão norte da linha 1. Até 1965, em local muito próximo, funcionava a Estação Tucuruvi, do lendário Tramway da Cantareira, desativado no mesmo ano. Trata-se da última estação da linha 1-Azul em seu sentido norte, sendo que, após a mesma, existe um terminal de manobras e estacionamento de trens. Localiza-se na Avenida Doutor Antonio Maria Laet, 100, no distrito do Tucuruvi, na Zona Norte. Trata-se de uma estação semienterrada, com plataformas laterais revestidas por persianas horizontais amarelas que permitem a entrada natural de ar e luz em seu interior. Tem 8.630m² de área construída. Possui duas saídas: uma para a Avenida Doutor Antonio Maria Laet e outra na direção sul, junto a uma escadaria para os usuários que desejam acessar a Rua Paranabi e a Avenida Tucuruvi. Possui estrutura em concreto aparente, bloqueios eletrônicos e acesso para pessoas portadoras de deficiência física. A capacidade da estação é de 30.000 passageiros no horário de pico.

 

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Tucuruvi faz aniversário no dia 24 de outubro

Tucuruvi é um distrito situado na Zona Norte  de São Paulo, pertencente à Subprefeitura de Santana/Tucuruvi. O distrito é atendido pela linha 1 do metrô de São Paulo nas estações Parada Inglesa e Tucuruvi. Destaca-se o Jardim França, bairro nobre localizado em sua extensão. O Tucuruvi, um dos bairros mais importantes e conhecidos da Zona Norte de SãoPaulo, foi fundado em 24 de outubro de 1903. O nome Tucuruvi tem origem no tupi-guarani e significa gafanhoto verde, inseto que era muito encontrado em fazendas da região. O gafanhoto é o mascote da escola de samba Acadêmicos do Tucuruvi.

Na época de sua fundação predominavam os sítios na área, dos quais os mais conhecidos eram o Lavrinhas, Pedregulho e Tapera Grande. O primeiro núcleo do povoamento foi iniciado em 24 de outubro de 1903 pelo inglês Willian Harding. O britânico havia comprado uma grande área e, nove anos após a transação, fundou a Vila Harding, que se localizava no alto de uma colina, o que proporcionava aos visitantes uma bela visão de São Paulo. Do núcleo inicial, sobrou o palacete de sete mil m², construído por Harding para sua moradia que abriga hoje a sede da Subprefeitura Santana/Tucuruvi. Harding nasceu em 27 de agosto de 1856 em Someser, Inglaterra e chegou ao Brasil com três anos de idade. Aos poucos, suas propriedades foram sendo vendidas para dar lugar ao bairro que surgia. No dia 4 de maio de 1918, era celebrada a primeira missa, ainda em instalações precárias, no bairro. Em 6 de outubro desse ano, foi lançada a pedra fundamental da Igreja do Menino Jesus do Tucuruvi, que ainda hoje é um dos símbolos do bairro. Ainda naquele ano, foi fundada a Escola Noturna da Associação Beneficente do Tucuruvi.

Tucuruvi transformou-se em distrito entre 1900 e 1950. O primeiro núcleo de povoamento da região ocorreu em 1903, quando o inglês William Harding comprou terrenos região. A área comprada e arredores formaram o bairro Parada Inglesa. O sítio Pedregulho pertencia a Bento Ribeiro da Silva que o vendeu a Mariano Antônio Pedro por 128 contos de réis. Esta propriedade passou para Ignácio Joaquim por 158 contos de réis, que a deixou como herança para seu filho Claudino Ignácio Joaquim. Em 1914, começou a nascer um bairro importante do Tucuruvi – a Vila Mazzei, quando Claudino Ignácio Joaquim vendeu o sítio Lavrinhas - ex Pedregulho para o italiano Henrique Mazzei, que teve a grande ideia de fazer uma divisão em loteamentos dos 500 mil metros quadrados em lotes de 10x40 e 10x50, ocupados por pomares e jardins que aproveitavam o declive acentuado dessa região, vendendo-os em pequenas prestações. Em terreno cedido pelos Mazzei, foi iniciada em 1918, a construção da Igreja Menino Jesus, na atual Avenida Mazzei. O distrito manteve aspectos rurais durante muito tempo. O Tramway Cantareira que ligava o centro até a Serra da Cantareira o desenvolveu em torno de suas estações. O mesmo trem era um dos únicos meios de transporte dos seus moradores até a década de 1960.

O nome gafanhoto verde, atribuído ao bairro, se deve ao fato de o Tucuruvi, em sua origem, ter sido formado por pastagens de gado, habitat ideal para esse tipo de inseto. Existem outras versões para o curioso nome como a de ser derivado da palavra Taquaravi, que em tupi significa taquara verde, vegetação típica do local. Outra teoria para a origem do nome relaciona-o aos tocos ruivos. As propriedades eram demarcadas com tocos cor de ouro, mas que se transformavam em ruivos com o tempo e a ação do sol e da chuva. Aos poucos, com o loteamento das propriedades e o consequente aumento da população, o Tucuruvi foi perdendo sua feição rural e adquirindo outra, mais urbana e cosmopolita, assim como a vizinha Santana. Em pouco tempo o bairro já havia se transformado em área tipicamente urbana, com grandes prédios e comércio concentrado nas imediações da estação do metrô. A pequena distância do Centro (apenas 4,5 quilômetros) foi decisiva para o desenvolvimento do bairro.

A estação terminal da Linha 1 do Metrô de São Paulo, na atual Estação Tucuruvi, ocupa o local onde antes foi uma estação do trem da Cantareira, em frente à Colina do Tucuruvi, local do palacete de Harding e primeiro núcleo habitacional do bairro. Além da Estação Tucuruvi o distrito abriga a Estação Parada Inglesa. O distrito abriga a sede da Academia de Polícia Militar do Barro Branco, localizada na Invernada da Polícia Militar.

Tucuruvi hoje

O bairro Tucuruvi tem apresentado grandes mudanças nos últimos anos. A excepcional resposta ao mercado de Shopping Centers instalados junto à estação de metrô, como o exemplo de sucesso comprovado do Shopping Metrô Santa Cruz, trouxe para o Shopping Metrô Tucuruvi a certeza de um bom negócio. O Shopping está ancorado pelas marcas mais consagradas do mercado. Além disso, conta com o conceito de corredor único, que facilita o acesso, a circulação e a visibilidade de todas as lojas. O empreendimento tem uma localização estratégica na Zona Norte, ponto de congruência de pessoas de diversas regiões que utilizam o terminal de ônibus urbano e intermunicipal e a estação de metrô como transporte diário, por onde circulam cerca de 1.2 milhões de usuários por mês.

Características

Tem um dos melhores climas da cidade, em parte devido à proximidade com a Serra da Cantareira. A estação terminal da linha 1 do metrô de São Paulo, na atual Estação Tucuruvi, ocupa o local onde antes foi uma estação do trem da Cantareira, em frente à Colina do Tucuruvi, local do palacete de Harding e primeiro núcleo habitacional do bairro. O distrito abriga a sede da Academia de Polícia Militar do Barro Branco, que fica no bairro do Jardim Barro Branco.

Curiosidades

A primeira escola pública fundada, em 24 de fevereiro de 1922, Escolas  Reunidas do Tucuruvi. O primeiro diretor foi o professor Nestor Pereira Leite. Já em fevereiro de 1925 foi criado o Grupo Escolar do Tucuruvi, na Rua Ausônia, com 12 classes. O diretor foi o professor Antonio M. Rosa. Em 29 de setembro de 1938, foi inaugurado o Grupo Escolar Silva Jardim. O diretor foi o professor Antonio M. Rosa. Dentre as autoridades presentes, dr. Adhemar de Barros e esposa.

O Cine Tucuruvi foi inaugurado em 22 de fevereiro de 1941. Em 1934, o Cartório veio para o Distrito do Tucuruvi, sendo instalado no bairro do Tremembé.

O primeiro casamento foi do sr. Antonio Francisco Alves e Dona Cesaria de Abreu, no dia 1° de setembro de 1934. O juiz de Paz foi o sr. Manuel Pereira Gomes.

Na época, o clube no bairro era Clube Atlético Tucuruvi, que ficava na parte superior de uma padaria, na década de 1940 o presidente era o sr. Ambrósio Augusto. No dia 1° de dezembro de 1913 entrou em operação a Estação Tucuruvi.

Acadêmicos do Tucuruvi

O Grêmio Recreativo Cultural Social Escola de Samba Acadêmicos do Tucuruvi é uma escola de samba da cidade de São Paulo, fundada em 1º de fevereiro de 1976 por um grupo de moradores do bairro do Tucuruvi. O símbolo adotado pela escola foi um gafanhoto, uma forma de homenagear o bairro, pois “tucuruvi” em tupi significa “gafanhoto verde”. Suas cores no início eram o preto e amarelo, porém mudaram no começo da década de 1980 para as cores atuais: azul e branco.

Metrô

Tucuruvi é uma das estações da linha 1-Azul do metrô de São Paulo. Foi inaugurada no dia 29 de abril de 1998, tendo feito parte do plano de expansão norte da linha 1. Até 1965, em local muito próximo, funcionava a Estação Tucuruvi, do lendário Tramway da Cantareira, desativado no mesmo ano. Trata-se da última estação da linha 1-Azul em seu sentido norte, sendo que, após a mesma, existe um terminal de manobras e estacionamento de trens. Localiza-se na Avenida Doutor Antonio Maria Laet, 100, no distrito do Tucuruvi, na Zona Norte. Trata-se de uma estação semienterrada, com plataformas laterais revestidas por persianas horizontais amarelas que permitem a entrada natural de ar e luz em seu interior. Tem 8.630m² de área construída. Possui duas saídas: uma para a Avenida Doutor Antonio Maria Laet e outra na direção sul, junto a uma escadaria para os usuários que desejam acessar a Rua Paranabi e a Avenida Tucuruvi. Possui estrutura em concreto aparente, bloqueios eletrônicos e acesso para pessoas portadoras de deficiência física. A capacidade da estação é de 30.000 passageiros no horário de pico.

 

Publicidade