SEMANÁRIO ZONA NORTE - JORNAL DE MAIOR CIRCULAÇÃO NA ZONA NORTE

SSP sedia reunião do Fórum de Combate à Corrupção e Lavagem de Dinheiro do Estado

Encontro teve a presença do general Campos e dos secretários executivos das polícias Civil e Militar

A Secretaria da Segurança Pública sediou, na tarde do dia 21 de agosto, a 3ª reunião do Fórum de Combate à Corrupção e Lavagem de Dinheiro no Estado de São Paulo (Focco-SP), que tem como objetivo discutir e propor ações no combate a estes crimes.

Criado em 2013, a iniciativa é formada por 34 órgãos que fazem parte de oito ações implementadas para prevenir e combater a corrupção. Essa foi a primeira vez que o encontro foi realizado na SSP e teve, em sua abertura, a presença do secretário da Segurança Pública, general João Camilo Pires de Campos, e também dos secretários executivos das polícias Civil e Militar, delegado Youssef Abou Chahin e coronel Alvaro Batista Camilo, respectivamente.

"Estou vibrando com este evento", disse o general Campos. "No mundo, não existe mais espaço para operações singulares. Ou seja, alguém unicamente colocado diante de um problema terá muita dificuldade em resolvê-lo se não trabalhar com vários órgãos. É isso que vejo nesse fórum, que trabalha unido", completou.

Ao longo do seu discurso, o titular da pasta destacou que o fórum tem objetivos que vão ao encontro da atual gestão, uma vez que o combate à corrupção é uma das principais ações do Ministério da Justiça e o uso da inteligência é um dos focos da Segurança Pública.

“É uma honra receber a reunião de um fórum tão importante. O resultado desses encontros vem muito a colaborar, inclusive com o trabalho das polícias”, afirmou o delegado Youssef, que aproveitou para citar a existência de delegacias especializadas no combate à corrupção, lavagem de dinheiro e crime organizado. “Nós só vamos conseguir enfrentar a criminalidade com inteligência e parceria”, complementou o coronel Camilo.

O desembargador Fernando Antônio Torres Garcia, presidente da seção de Direito Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo, coordenou toda a reunião e não deixou de falar o quanto ficou feliz em ter o apoio da SSP para a realização da plenária. “Eu agradeço a gentileza dos secretários, parceiros que colaboram com essa iniciativa e dão todo o apoio necessário”, concluiu.

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no LinkeDin
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

SSP sedia reunião do Fórum de Combate à Corrupção e Lavagem de Dinheiro do Estado

A Secretaria da Segurança Pública sediou, na tarde do dia 21 de agosto, a 3ª reunião do Fórum de Combate à Corrupção e Lavagem de Dinheiro no Estado de São Paulo (Focco-SP), que tem como objetivo discutir e propor ações no combate a estes crimes.

Criado em 2013, a iniciativa é formada por 34 órgãos que fazem parte de oito ações implementadas para prevenir e combater a corrupção. Essa foi a primeira vez que o encontro foi realizado na SSP e teve, em sua abertura, a presença do secretário da Segurança Pública, general João Camilo Pires de Campos, e também dos secretários executivos das polícias Civil e Militar, delegado Youssef Abou Chahin e coronel Alvaro Batista Camilo, respectivamente.

"Estou vibrando com este evento", disse o general Campos. "No mundo, não existe mais espaço para operações singulares. Ou seja, alguém unicamente colocado diante de um problema terá muita dificuldade em resolvê-lo se não trabalhar com vários órgãos. É isso que vejo nesse fórum, que trabalha unido", completou.

Ao longo do seu discurso, o titular da pasta destacou que o fórum tem objetivos que vão ao encontro da atual gestão, uma vez que o combate à corrupção é uma das principais ações do Ministério da Justiça e o uso da inteligência é um dos focos da Segurança Pública.

“É uma honra receber a reunião de um fórum tão importante. O resultado desses encontros vem muito a colaborar, inclusive com o trabalho das polícias”, afirmou o delegado Youssef, que aproveitou para citar a existência de delegacias especializadas no combate à corrupção, lavagem de dinheiro e crime organizado. “Nós só vamos conseguir enfrentar a criminalidade com inteligência e parceria”, complementou o coronel Camilo.

O desembargador Fernando Antônio Torres Garcia, presidente da seção de Direito Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo, coordenou toda a reunião e não deixou de falar o quanto ficou feliz em ter o apoio da SSP para a realização da plenária. “Eu agradeço a gentileza dos secretários, parceiros que colaboram com essa iniciativa e dão todo o apoio necessário”, concluiu.

Publicidade