SEMANÁRIO ZONA NORTE - JORNAL DE MAIOR CIRCULAÇÃO NA ZONA NORTE

Seu voto!

Uma democracia tem como princípio básico a soberania popular

Parece lugar comum, mas é sempre bom renovar a importância do voto. Uma democracia tem como princípio básico a soberania popular, muito bem enfatizada na célebre frase de Lincoln: “governo do povo, pelo povo e para o povo”.

Num Estado Democrático, como o que vivemos, o governo democrático é baseado no consentimento da maioria dos cidadãos, que o concretiza pelo voto, além de outros meios de participação cidadã.

O voto representa o cumprimento de seu dever cívico!

É por meio deste instrumento que o povo participa das decisões políticas do seu governo e arma-se contra representantes que já se mostraram indignos, não os reelegendo.

Daí a necessária consciência que o cidadão deve ter quanto a ser protagonista na condução política do País, fazendo com que sua vontade seja materializada no voto. Por isso, essa vontade deve ser expressada com responsabilidade, fidelidade de escolha e cobrança do candidato escolhido, que deve exercer a representação com indispensável zelo pela coisa pública, que é de cada um e de todos nós ao mesmo tempo.

O mandato dado ao escolhido deve sempre considerar a realização do bem comum. Isso indiscutivelmente amplia a responsabilidade do eleitor, que deve fazer sua escolha levando em conta razões que superem suas perspectivas e expectativas individuais. O voto é personalíssimo, mas seu efeito tem o poder de selar o futuro da coletividade.

Devemos lembrar que não há verdadeira democracia sem responsabilidade, comprometimento e participação ativa do cidadão, que, como corresponsável das almejadas transformações sociais, deve fazer uso consciente de seu voto.

Boa reflexão e boa sorte, cidadão!

*Sérgio Turra Sobrane -  Membro do Ministério Público de São Paulo e professor universitário.

 

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Seu voto!

Parece lugar comum, mas é sempre bom renovar a importância do voto. Uma democracia tem como princípio básico a soberania popular, muito bem enfatizada na célebre frase de Lincoln: “governo do povo, pelo povo e para o povo”.

Num Estado Democrático, como o que vivemos, o governo democrático é baseado no consentimento da maioria dos cidadãos, que o concretiza pelo voto, além de outros meios de participação cidadã.

O voto representa o cumprimento de seu dever cívico!

É por meio deste instrumento que o povo participa das decisões políticas do seu governo e arma-se contra representantes que já se mostraram indignos, não os reelegendo.

Daí a necessária consciência que o cidadão deve ter quanto a ser protagonista na condução política do País, fazendo com que sua vontade seja materializada no voto. Por isso, essa vontade deve ser expressada com responsabilidade, fidelidade de escolha e cobrança do candidato escolhido, que deve exercer a representação com indispensável zelo pela coisa pública, que é de cada um e de todos nós ao mesmo tempo.

O mandato dado ao escolhido deve sempre considerar a realização do bem comum. Isso indiscutivelmente amplia a responsabilidade do eleitor, que deve fazer sua escolha levando em conta razões que superem suas perspectivas e expectativas individuais. O voto é personalíssimo, mas seu efeito tem o poder de selar o futuro da coletividade.

Devemos lembrar que não há verdadeira democracia sem responsabilidade, comprometimento e participação ativa do cidadão, que, como corresponsável das almejadas transformações sociais, deve fazer uso consciente de seu voto.

Boa reflexão e boa sorte, cidadão!

*Sérgio Turra Sobrane -  Membro do Ministério Público de São Paulo e professor universitário.

 

Publicidade