SEMANÁRIO ZONA NORTE - JORNAL DE MAIOR CIRCULAÇÃO NA ZONA NORTE

Notícias Saúde

São Cristóvão Saúde realiza jantar especial na Portuguesa

Evento foi realizado no Cais do Porto Taberna, dentro do Clube da Portuguesa de Desportos e reuniu os principais representantes da comunidade lusa

São Cristóvão Saúde realiza jantar especial na Portuguesa
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Com o tema “A tradição que nos conecta”, o Grupo São Cristóvão Saúde promoveu um jantar de relacionamento junto à comunidade portuguesa de São Paulo. O evento foi realizado no Cais do Porto Taberna, situado dentro do Clube da Portuguesa de Desportos, no Canindé, sendo destinado ao corpo diretivo do clube, bem como aos líderes da Instituição e comunidade lusa.

Dentre os convidados, estavam o presidente Manuel Magno Alves (Conselho da Comunidade Luso-brasileira do Estado de São Paulo), presidente dr. Nuno Rebelo de Sousa (Câmara de Comércio Brasil-Portugal, filho do presidente de Portugal), cônsul geral adjunto - dr. Jorge Longa Marques (Consulado Geral de Portugal em São Paulo), presidente Antonio Castanheira (Associação Portuguesa de Desportos), presidente Antero Pereira (Associação e Sindicato da Indústria de Panificação e Confeitaria do Estado de São Paulo) e demais participantes que representaram suas casas regionais.

Durante o evento, algumas homenagens foram realizadas ao ex-diretor Comercial do São Cristóvão Saúde, Luiz Antonio Pereira Martinho, que também foi membro do Conselho da Comunidade Luso-brasileira e grande colaborador e torcedor da Rubro-Verde. Na oportunidade, a fadista Glória de Lourdes, cantou músicas típicas de Portugal em tributo ao Sr. Martinho, emocionando a todos os presentes, incluindo Maria Cecília Chiarastelli Martinho (esposa) e Larissa Martinho (primogênita de Luiz). O ex-diretor Comercial também foi homenageado pelo Presidente da Portuguesa, Antônio Castanheira, e pelo presidente/CEO do São Cristóvão Saúde, engenheiro Valdir Pereira Ventura.

“Gostaria de chamar à memória aquele que de forma incansável se dedicou ao trabalho e à missão do Grupo, assim como tão bem nos representou ao fazer parte da diretoria do Conselho da Comunidade Luso-brasileira. O diretor Comercial, Luiz Antonio Pereira Martinho, que nos deixou no dia 20 de outubro de 2020 vitimado pela Covid-19, dividiu conosco sua vivência como executivo e fez a diferença nos resultados Institucionais que hoje apresentamos. Meu primo, meu grande amigo, torcedor fanático da Portuguesa e bastante orgulhoso de suas raízes lusitanas, deixa comigo as bonitas memórias da nossa infância. Sabemos que Deus o acolheu com extrema felicidade”, discorreu Ventura.

O jantar teve como principal objetivo estreitar o relacionamento entre os convidados, bem como apresentar os novos produtos do Plano de Saúde São Cristóvão, lançados no mercado no mês de agosto, através do diretor Comercial do São Cristóvão Saúde (Ronaldo Martins), da gerente de Produtos (Vanessa Amaral), e do gerente Comercial (Danilo Neto). Além disso, o encontro também serviu para oficializar o Grupo como o plano de saúde da comunidade portuguesa de São Paulo.

“Aproveito a oportunidade para agradecer o incondicional apoio de todos da comunidade lusa, enaltecendo a marca São Cristóvão Saúde nesse importante evento que nos une. Com muito orgulho sou neto de português, do Sr. José Augusto Ventura, e que, em 2019, fui homenageado pelo Conselho da Comunidade Luso-brasileira por essa ascendência portuguesa e engajamento nas ações junto à comunidade lusitana. A todos o meu muito obrigado”, declarou Ventura.

Durante o jantar, os convidados foram contemplados com um kit personalizado - camisa oficial, cachecol do clube e azulejo português com o nome de cada família presente - sendo uma lembrança criada em conjunto e parceria entre São Cristóvão Saúde e Portuguesa de Desportos.

Sobre o Grupo

São Cristóvão Saúde

Administrado pela Associação de Beneficência e Filantropia São Cristóvão, o Grupo São Cristóvão Saúde é constituído pelas seguintes Unidades de Negócio: Hospital e Maternidade Geral, Plano de Saúde, oito Unidades Ambulatoriais, Filantropia, Centro de Atenção Integral à Saúde (CAIS), Instituto de Ensino e Pesquisa (IEP) e Hotel Recanto São Cristóvão, localizado em Campos do Jordão. Referência em saúde, na Zona Leste de São Paulo, a Instituição completou 109 anos em dezembro de 2020. Através da gestão administrativa dirigida pelo CEO/Presidente, Engº Valdir Pereira Ventura, tem sido promovida uma grande modernização e expansão em sua estrutura física e tecnológica, investido em equipamentos, certificações e profissionais qualificados. Atualmente, o Hospital e a Maternidade aumentaram a capacidade de internação passando de 171 para 275 leitos, além das oito Unidades dos Centros Ambulatoriais, Centro Laboratorial Américo Ventura (CLAV) e do Centro de Atenção Integral à Saúde que realizam diariamente milhares de consultas, proporcionando qualidade assistencial às mais de 160 mil vidas do Plano de Saúde.

O atual Presidente/ CEO do Grupo São Cristóvão Saúde, Engº Valdir Pereira Ventura, é também o Vice-Presidente da ACSP - Associação Comercial de São Paulo e o 1º Diretor Financeiro da FEHOSP- Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes do Estado de São Paulo.

 

Associações de Delegados Nacional e de SP repudiam aprovação da “quarentena” eleitoral para policiais

ADPJ e ADPESP criticam votação feita na calada da noite

 A Associação Nacional dos Delegados de Polícia Judiciária (ADPJ) e a Associação dos Delegados do Estado de São Paulo (ADPESP) vêm a público repudiar a aprovação, na noite da quarta-feira, 15, justamente no dia que se celebrou a democracia, de uma emenda que recoloca no Código Eleitoral a exigência de uma quarentena de cinco anos para policiais que quiserem se candidatar a cargos políticos. A votação ocorreu por meio de uma manobra ardilosa, na calada da noite.

Tal previsão anula por completo qualquer possibilidade de representação política dos servidores policiais de natureza civil, retirando-lhes o direito político passivo desses servidores públicos de forma claramente inconstitucional. O direito político passivo é assegurado a todo cidadão brasileiro de forma que não pode ser simplesmente subtraído daqueles servidores públicos ocupantes de cargos de natureza policial.

De se ressaltar que os direitos políticos – em breve síntese, o direito de votar e ser votado – são considerados Direitos Humanos de primeira dimensão, já que representam a possibilidade do cidadão participar e atuar na vida pública de seu país. Neste aspecto, o dispositivo em comento não apenas representa violação a direito previsto em nossa Constituição, como fere de morte normas e tratados de Direitos Humanos dos quais o Brasil é signatário.

Além de atingir tal prerrogativa individual, a redação do dispositivo suprime outros direitos igualmente fundamentais, como o direito ao trabalho e ao exercício de cargo público para o qual o policial foi legitimamente aprovado por concurso público.

A ADPJ e a ADPESP esperam e confiam que o Senado Federal, em respeito a todas as suas atribuições, corrija tal ameaça à democracia, reprovando a medida. As Entidades seguirão lutando por todas as vias cabíveis para que tal previsão autoritária seja derrubada, preservando o direito de cidadania dos policiais civis.

Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!