SEMANÁRIO ZONA NORTE - JORNAL DE MAIOR CIRCULAÇÃO NA ZONA NORTE

Notícias Visita

Jornal Semanário Zona Norte recebe a visita do vereador Danilo do Posto

Na quarta-feira, dia 1º de dezembro, o Semanário da Zona Norte recebeu a visita do vereador Danilo do Posto

Jornal Semanário Zona Norte recebe a visita do vereador Danilo do Posto
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Na quarta-feira, dia 1º de dezembro, o Semanário da Zona Norte recebeu  a visita do vereador Danilo do Posto, que concedeu uma entrevista ao jornal, onde abordou os problemas na cidade de São Paulo, em especial na Zona Norte, as ações que pretende implantar para proteger a população na região, a situação precária no setor de Saúde, os investimentos que pretende destinar ao Hospital Vermelinho, um dos mais importantes hospitais da região que sofre com a falta de atendimento, bem como os projetos de melhorias para as Unidades Básicas de Saúde (UBS), e a importância das mídias regionais para o crescimento e melhoria dos bairros.
Nascido e criado na Vila Maria Alta, Danilo Cortez de Souza, 37 anos, sempre foi engajado nas ações sociais e políticas, lutando pelo desenvolvimento econômico, pela cultura e pelo esporte. Seus pais, a jornalista Sônia Cortez e o psicólogo Vanderlei Vieira de Souza, sempre tiveram um comprometimento com as lutas por melhor qualidade de vida da região, participando ativamente de diversas campanhas políticas e em várias causas sociais e culturais.
Seu avô, Lázaro Cortez, mais conhecido como “Seu Lazinho”, também teve um papel muito importante no desenvolvimento político, social e econômico do bairro de Vila Maria nas décadas de 1970 e 1980. Participou de diversos movimentos em prol da democracia, atuando também como diretor do Clube Thomaz Mazzoni por 6 anos e como presidente da Escola de Samba Unidos de Vila Maria nos anos de 1982 e 1983.
Danilo Cortez é funcionário público municipal da cidade de São Paulo há 18 anos, atuando sempre na área da Saúde, na região da Vila Maria. Portanto, conhece muito bem os problemas da Saúde, uma das maiores preocupações que a população da região sempre enfrentou.
Em 2020, foi eleito pela primeira vez para a Câmara Municipal de São Paulo, com 19.024 votos, pelo PODEMOS. Enfrentou uma campanha atípica e difícil por causa da pandemia de Covid-19 que restringiu muito o contato físico com os eleitores, além de disputar com o maior número de candidatos dos últimos 20 anos e abstenção recorde na votação para o primeiro turno das eleições. 
Acompanhe na íntegra a entrevista concedida ao jornal Semanário da Zona Norte.
JSZN: Como o Sr. vê os problemas na cidade de São Paulo, em especial na Zona Norte?
Vereador Danilo:  A cidade de São Paulo é a maior metrópole da América Latina, com 12,4 milhões de habitantes. A cidade é o carro chefe da economia brasileira. Com toda a sua dimensão e força a cidade também carrega inúmeros problemas e estamos aqui com muita disposição  para ajudar a população paulistana a resolver seus problemas e ter uma boa qualidade de vida. Esse lado da Zona Norte, onde vivemos, sofre há algum tempo por falta de representatividade política, ficamos muito tempo sem vereador, deputado estadual, deputado federal nascidos e criados na região. Isso afetou bastante nossa representatividade política, o debate político passou a não fluir junto à sociedade civil, então a região ficou sem força política, estagnada em relação ao debate sobre desenvolvimento econômico e social.
A minha campanha em 2020, tinha como principal eixo a busca pela representatividade política da Zona Norte. E o povo entendeu isso, me dando os votos necessários para chegar na Câmara. Minha campanha foi feita nas ruas, nos bairros, vilas e comunidades e estou tentando retribuir a confiança dos moradores, fazendo inúmeras articulações junto ao Executivo e a sociedade civil organizada para que esse lado da Zona Norte volte a ter representação política de peso. 
Estou há menos de um ano no mandato, e encontro as dificuldades habituais que a vida política nos impõe, mas temos conseguido algumas conquistas importantes para a região e vamos prosseguir lutando para fazer um bom mandato.
JSZN: A maior queixa da população é quanto à poda de árvores. Como resolver o problema de zeladoria?
Vereador Danilo: A Subprefeitura tem um orçamento anual, e o da Vila Maria/Vila Guilherme é um dos mais baixos da cidade. Esse orçamento é determinado sempre no final de cada ano. Ano passado infelizmente não tínhamos representantes, mas esse ano precisamos nos organizar para interferir no orçamento e melhorar a dotação de verbas 2022 para a Subprefeitura de Vila Maria,  tendo assim mais equipes de zeladoria, que deem conta de toda região. 
JSZN: Outra reclamação diz respeito aos buracos e asfaltos mal conservados nas principais vias da região? Como solucionar esta questão que coloca em risco os motoristas e a comunidade?
Vereador Danilo: O recapeamento de vias é um dos serviços de zeladoria sob coordenação da Secretaria Municipal das Subprefeituras (SMSUB). O programa realiza o recapeamento das vias prioritárias da Capital. Até o mês de dezembro de 2020, 403 vias já foram recapeadas desde o início do programa, totalizando 880,77 quilômetros de extensão.
O recapeamento realizado traz como grande novidade a qualidade superior do asfalto e cuidados durante sua aplicação, o que garante maior durabilidade ao recapeamento. Ao contrário das ações anteriores, em que a recuperação do pavimento era padronizada e uniforme, uma avaliação do pavimento existente através de levantamentos e inspeções permite a aplicação do asfalto adequadamente a cada via.
Voltando os olhos para esse problema na região, estamos identificando e repassando à Secretaria responsável as vias que necessitam desse serviço.  
JSZN: O Sr. sabe que a saúde na cidade de São Paulo é precária com a falta de medicamentos e equipamentos. Porque a população está sofrendo tanto com esta precariedade? 
Vereador Danilo:  Eu fui funcionário da Saúde por 18 anos, trabalhei na UBS Paulo Gneco e sei bem a importância da saúde pública para a população. Eu penso que a defesa do SUS e um melhor gerenciamento das verbas da Saúde são os principais pontos que devemos lutar para sanar muitos dos problemas da saúde pública. Enquanto vereador, eu destinei 70% das minhas emendas para a área da Saúde em nossa região. Hospital Vermelinho, Hospital São Luiz Gonzaga, UBS Izolina Mazzei, UBS Vila Medeiros, AE Tucuruvi estão entre os que receberão algumas emendas nesse primeiro ano de mandato, a grande maioria para aquisição de equipamentos e reformas em geral.  
JSZN: Por que os órgãos públicos não investem no setor de Saúde? Há projetos de melhorias para as Unidades Básicas de Saúde (UBS)? 
Vereador Danilo:  Como vereador defendo sempre os investimentos que possam melhorar o atendimento da população nas UBSs, como marcação de consultas de rotinas e nas consultas de especialidades. Recentemente visitei todas as UBS da nossa área de abrangência (16 no total) para conhecer de perto, ainda mais, a realidade de cada uma delas.
E no ano de 2022 a prioridade do nosso mandato será o fortalecimento das UBSs na região. 
JSZN: O Hospital Vermelhinho sofre com a falta de atendimento. Existe alguma ação para melhorar o atendimento à comunidade?
Vereador Danilo:  Estive recentemente no Hospital Vermelhinho reunido com a direção, que apontou alguns problemas que o hospital enfrenta. Consegui destinar uma emenda parlamentar de R$ 300 mil para aquisição de macas e camas hospitalares para o Hospital Municipal José Storopolli. Além disso, farei uma emenda ao projeto Campo de Marte para tentarmos mais verbas para o hospital, que claramente necessita de mais investimentos. Na quinta-feira, dia 25 de novembro, foi aprovado em primeiro turno, em Sessão Plenária, o Projeto de Lei (PL) nº 814/2021, que autoriza o Executivo a validar um acordo judicial com o Governo Federal –  onde renunciará a qualquer valor indenizatório pelo uso indevido do Campo de Marte pela União,  que  venha a superar o valor da dívida da Prefeitura com a mesma,  que hoje gira em torno de  27 bilhões. E essa será nossa luta constante: a busca desses recursos para o hospital Vermelinho.
JSZN: A  população passa quase um terço do dia dentro dos ônibus, metrô e trens. Qual a solução para melhorar o transporte público na cidade?
Vereador Danilo:  O problema maior da cidade é o crescimento desordenado que vem acontecendo desde os anos 1950. Os bairros nobres que receberam os benefícios do Poder Público são muito caros para viver. A maioria da população não pode arcar em pagar aluguel ou comprar nessas áreas. Então, a cidade foi crescendo de forma desordenada para todos os locais, inclusive invadindo as áreas de represas e a Serra também. No entanto a cidade, que hoje é uma cidade de serviços, também concentra suas empresas na Zona Sul e Zona Oeste, então a maioria da população vive em bairros dormitórios e cidades dormitórios da Grande São Paulo, precisam se locomover todos os dias nessas viagens diárias para trabalhar. É um grande problema de logística e mobilidade que a cidade precisa enfrentar.
A revisão do Plano Diretor, que será discutida em 2022,  precisa pensar alternativas com regiões mistas onde a população possa morar, trabalhar e se divertir e não sofrer tanto com a questão da mobilidade.
JSZN: Fale um pouco sobre a sua parceria com o projeto social União dos Barbeiros do Clube Thomaz Mazzoni.
Vereador Danilo:  Tenho feito muitas interlocuções com a sociedade civil, e apoiado centenas de projetos sociais. O da União dos Barbeiros é um projeto fantástico, que oferece o corte de cabelo gratuito ao cidadão, e arrecada 1 kg de alimento em troca, podendo assim ajudar em doações aos que mais necessitam. 
JSZN: O slogan da sua campanha foi  “Zona Norte precisa voltar a crescer”. Quais medidas o Sr. pretende implantar  na região?
Vereador Danilo:  Esse slogan surgiu justamente por sentirmos a necessidade desse nosso lado da Zona Norte voltar a ter papel de destaque no cenário paulista. Voltar a ter representatividade política. 
E esse será nosso compromisso enquanto eu estiver como vereador : lutar com unhas e dentes para nossa Zona Norte voltar a crescer. 
E faremos isso com um mandato que tem um olhar especial para nossos bairros da região. Seja nas articulações junto ao Executivo, pedindo sempre mais atenção à Zona Norte, seja nas verbas destinadas para investimentos em várias áreas da região, seja nos projetos criados durante o mandato. Não tem como negar. A Zona Norte é o foco principal do meu mandato. 
JSZN: Qual a importância das mídias regionais em especial do jornal Semanário da Zona Norte.
Vereador Danilo: A imprensa é a garantia do sistema democrático. Quando vemos que a imprensa de bairro está funcionando em prol do bem estar da população e da região que atua, a gente só tem que incentivar o seu pleno funcionamento. A imprensa sempre será necessária, sobretudo a imprensa de bairro que caminha lado a lado com os moradores e está mais próxima dos problemas do dia a dia do cidadão.

Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!