SEMANÁRIO ZONA NORTE - JORNAL DE MAIOR CIRCULAÇÃO NA ZONA NORTE

Dário José Barreto, subprefeito da Vila Maria/ Vila Guilherme faz balanço de sua gestão

Subprefeito da Vila Maria/Vila Guilherme visita a redação do Semanário da Zona Norte

Na manhã de quarta-feira, dia 4  de setembro, o subprefeito da Subprefeitura da Vila Maria/Vila Guilherme, Dario José Barreto, acompanhado de seus assessores e da vereadora Adriana Ramalho,  esteve na sede do jornal.

Na ocasião, foram debatidos diversos assuntos relacionados à região bem como o balanço dos primeiros 8 meses de 2019, investimentos para o próximo ano, plano de ação voltado para o combate à dengue e o surto de sarampo na região, e sobretudo o aniversário de 107 anos da Vila Guilherme a ser comemorado no dia 12 de setembro.  

Dario Barreto e a vereadora Adriana Ramalho parabenizaram o trabalho do jornal e ressaltaram  a importância do Semanário da Zona Norte para a população regional.

Confira a entrevista do subprefeito Dário José Barreto e da vereadora Adriana Ramalho

JSZN: Qual balanço o Sr. faz em relação aos primeiros 8 meses de 2019?

Dário Barreto: Na gestão do prefeito Bruno Covas foi incrementado o orçamento da zeladoria. Isso nos ajudou muito no começo do ano, época de verão e consequentemente de chuvas, onde temos que manter a questão da drenagem. Tivemos este auxilio enorme no início de 2019 com o aumento de equipes. E agora, no período de inverno, aproveitamos a época de seca para trabalharmos com o manejo  arbóreo e evitarmos, ao máximo, a queda de árvores. E ainda no final do ano, haverá aumento de equipes de corte de mato, galeria, limpeza de boca de lobo. Ou seja, nesses 8 meses foi feito um grande planejamento na questão de zeladoria. O nosso objetivo é amenizar os problemas decorrentes das chuvas. Inclusive neste período fizemos, em conjunto com a Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana e Obras (Siurb),  o acompanhamento técnico da Ponte da Vila Maria. São os técnicos da Coordenadoria de Obras da Prefeitura que fazem os apontamentos e as vistorias e encaminham os laudos para a Siurb que é responsável pela recuperação das pontes. Mas as pontes da Vila Maria e Vila Guilherme sempre tiveram a atenção da Subprefeitura. Encaminhamos relatórios constantemente para a Siurb. Inclusive, foi constado que a Ponte da Vila Maria estava com uma ruptura numa das vigas. Acredito que nos próximos meses será entregue novamente à comunidade.

JSZN: Um dos grandes problemas da população  durante o verão é a dengue. Algum plano de ação que a Subprefeitura da Vila Maria/Vila Guilherme está preparando para esta época do ano?

Dário Barreto:  O trabalho da Subprefeitura da Vila Maria/Vila Guilherme, em conjunto com a Supervisão de Vigilância Sanitária da Secretaria da Saúde, é manter limpo os córregos. Então, cabe à Subprefeitura a fiscalização e autuação dos imóveis particulares, principalmente nos terrenos baldios onde as pessoas não mantêm em dia o corte de mato. Neste caso, há grande proliferação do mosquito da dengue.  A nossa recomendação à população é que mantenham a caixa d’água fechada e não acumulem vasos com água, pneus e restos de materiais de construção. Inclusive esse acúmulo também  traz  proliferação de escorpiões.   Quando fazemos a limpeza dos córregos e das galerias, esses insetos saem das bocas de lobo e buscam abrigos nas residências. Os escorpiões se acumulam em madeiras e materiais de construção. O importante é manter o quintal limpo sem acúmulo de caixas.

JSZN: A Zona Norte é campeã nos casos de sarampo. De acordo com último  levantamento da Prefeitura, 36,7% dos casos  estão localizados na região. A Subprefeitura da Vila Maria/Vila Guilherme planeja algum tipo de ação ou campanha em conjunto com o Governo do Estado?

Dário Barreto:  A Subprefeitura da Vila Maria/Vila Guilherme tem feito parcerias com a Secretaria Municipal de  Saúde. Então, todos os mutirões e ações são direcionadas à comunidade. Visamos conscientizar a sociedade para que procurem os postos de Saúde e façam a imunização contra o sarampo, doença tão terrível que pode levar à morte. 

JSZN: Quais são os planos de investimento para o próximo ano na Subprefeitura?

Dário Barreto:  Tivemos um incremento de suplementação de dinheiro, inclusive em emendas parlamentares. Inclusive a vereadora Adriana Ramalho está auxiliando com a emenda. Realmente quem está engajada com o trabalho  da Subprefeitura da Vila Maria/Vila Guilherme é a vereadora.  E o prefeito Bruno Covas também tem disponibilizado mais recursos para obras de intervenção local. Nos meses de outubro, novembro e dezembro teremos muitas intervenções, como reformas de praças, vielas e espaços municipais que necessitam de reparos. Nosso foco  também  será a reforma das quadras de esportes, pois elas estão sem traves de futebol, cestas de basquete, aparelhos de ginástica e brinquedos para as crianças. A nossa meta é entregar 30 intervenções pontuais nas 80 praças existentes na região.

JSZN: Como a Subprefeitura pretende se integrar às propostas para o Plano de Metas de 2020?

Dário Barreto: Dentro do plano de metas, temos na zeladoria 5 pontos que são atribuições da Subprefeitura. Um deles é a redução de resíduos, recuperação de espaços públicos e redução de enchentes. Então, como essa verba estaremos também implementando o Plano de Metas nesses 5 pontos que são atribuições da Subprefeitura da Vila Maria/Vila Guilherme.

JSZN: O bairro de Vila Guilherme completa no próximo dia 12 de setembro 107 anos. Qual mensagem o Sr. deixa para os moradores da região?

Dário Barreto: É sempre uma satisfação e alegria fazer parte desta gestão e deste território da Vila Guilherme, bairro tradicional, pujante e estratégico aqui na cidade de São Paulo. Um bairro que tem história e é bem consolidado. São poucos os problemas enfrentados na região, apenas fatos corriqueiros de zeladoria e manutenção. Um exemplo é o descarte irregular de lixo próximo à Rua da Coroa. Porém, muitos pontos já foram eliminados. O bairro possui muitas indústrias e transportadoras, mas é uma região que tem caráter residencial e acolhedor. Um local que tem grandes centros de exposições e comércio. O bairro faz parte da história da cidade de São Paulo. Ele faz parte da cidade e do desenvolvimento do país.   

JSZN: Como o Sr. vê o trabalho da imprensa de bairro, em especial do jornal Semanário da Zona Norte?

Dário Barreto: Eu sempre tive uma boa relação  com a imprensa, principalmente com a mídia local. As mídias regionais ajudam a Prefeitura a ter direcionamento do trabalho. O jornal Semanário da Zona Norte, através do seu diretor João Carlos Dias, é um veículo parceiro da Subprefeitura da Vila Maria/Vila Guilherme. O ideal do jornal é a atribuição dele como veículo de comunicação, de trazer melhoria para a população, em especial na região onde ele atua e só tenho que agradecer esta relação de parceria com Semanário. Ele tem  nos ajudado muito em diversas questões, tais como situações e problemas que já existem há muito tempo. O ideal do jornal é a atribuição dele como veículo de comunicação, de trazer melhoria para a população, em especial na região onde ele atua.

Presente na visita do subprefeito Dario José Barreto, a vereadora Adriana Ramalho também deixou sua mensagem para o bairro da Vila Guilherme.

JSZN: O bairro de Vila Guilherme completa no próximo dia 12 de setembro 107 anos. Qual mensagem a Sra. deixa para os moradores da região?

Adriana: Esperança. Esta palavra tenho usado todo os dias como fonte de fortalecimento nas nossas ações. E  o aniversário  da  Vila Guilherme tem sido uma referência para outros bairros, não por conta dos festejos, mas pela importância dos serviços sociais e de políticas públicas. O aniversário da Vila Guilherme tem se tornado o ponto de intensificação das políticas, porque a partir daquela data abre-se um leque de trabalhos e parcerias.

JSZN: Como a Sra. vê o trabalho da imprensa de bairro?

Adriana: É importante esta aproximidade,  tornando o munícipe mais próximo das informações que acontecem no local, nos bairros e nas ruas. Atualmente, as redes sociais têm ganhado muito mais espaço e mais intensidade com um público mais amplo. Mas os jornais, as rádios comunitárias, são veículos de comunicação que estão  ligados diretamente com os problemas que acontecem in loco. Então, as pessoas se conhecem, conversam, discutem, confraternizam e debatem mais. Acredito que aqui na Zona Norte exista um sentimento de união que é exemplo para toda a cidade. Observamos a participação efetiva dos moradores. A Zona Norte foi a que mais cresceu na questão da Vizinhança Solidária e que mais consegue realizar ações.

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no LinkeDin
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Dário José Barreto, subprefeito da Vila Maria/ Vila Guilherme faz balanço de sua gestão

Na manhã de quarta-feira, dia 4  de setembro, o subprefeito da Subprefeitura da Vila Maria/Vila Guilherme, Dario José Barreto, acompanhado de seus assessores e da vereadora Adriana Ramalho,  esteve na sede do jornal.

Na ocasião, foram debatidos diversos assuntos relacionados à região bem como o balanço dos primeiros 8 meses de 2019, investimentos para o próximo ano, plano de ação voltado para o combate à dengue e o surto de sarampo na região, e sobretudo o aniversário de 107 anos da Vila Guilherme a ser comemorado no dia 12 de setembro.  

Dario Barreto e a vereadora Adriana Ramalho parabenizaram o trabalho do jornal e ressaltaram  a importância do Semanário da Zona Norte para a população regional.

Confira a entrevista do subprefeito Dário José Barreto e da vereadora Adriana Ramalho

JSZN: Qual balanço o Sr. faz em relação aos primeiros 8 meses de 2019?

Dário Barreto: Na gestão do prefeito Bruno Covas foi incrementado o orçamento da zeladoria. Isso nos ajudou muito no começo do ano, época de verão e consequentemente de chuvas, onde temos que manter a questão da drenagem. Tivemos este auxilio enorme no início de 2019 com o aumento de equipes. E agora, no período de inverno, aproveitamos a época de seca para trabalharmos com o manejo  arbóreo e evitarmos, ao máximo, a queda de árvores. E ainda no final do ano, haverá aumento de equipes de corte de mato, galeria, limpeza de boca de lobo. Ou seja, nesses 8 meses foi feito um grande planejamento na questão de zeladoria. O nosso objetivo é amenizar os problemas decorrentes das chuvas. Inclusive neste período fizemos, em conjunto com a Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana e Obras (Siurb),  o acompanhamento técnico da Ponte da Vila Maria. São os técnicos da Coordenadoria de Obras da Prefeitura que fazem os apontamentos e as vistorias e encaminham os laudos para a Siurb que é responsável pela recuperação das pontes. Mas as pontes da Vila Maria e Vila Guilherme sempre tiveram a atenção da Subprefeitura. Encaminhamos relatórios constantemente para a Siurb. Inclusive, foi constado que a Ponte da Vila Maria estava com uma ruptura numa das vigas. Acredito que nos próximos meses será entregue novamente à comunidade.

JSZN: Um dos grandes problemas da população  durante o verão é a dengue. Algum plano de ação que a Subprefeitura da Vila Maria/Vila Guilherme está preparando para esta época do ano?

Dário Barreto:  O trabalho da Subprefeitura da Vila Maria/Vila Guilherme, em conjunto com a Supervisão de Vigilância Sanitária da Secretaria da Saúde, é manter limpo os córregos. Então, cabe à Subprefeitura a fiscalização e autuação dos imóveis particulares, principalmente nos terrenos baldios onde as pessoas não mantêm em dia o corte de mato. Neste caso, há grande proliferação do mosquito da dengue.  A nossa recomendação à população é que mantenham a caixa d’água fechada e não acumulem vasos com água, pneus e restos de materiais de construção. Inclusive esse acúmulo também  traz  proliferação de escorpiões.   Quando fazemos a limpeza dos córregos e das galerias, esses insetos saem das bocas de lobo e buscam abrigos nas residências. Os escorpiões se acumulam em madeiras e materiais de construção. O importante é manter o quintal limpo sem acúmulo de caixas.

JSZN: A Zona Norte é campeã nos casos de sarampo. De acordo com último  levantamento da Prefeitura, 36,7% dos casos  estão localizados na região. A Subprefeitura da Vila Maria/Vila Guilherme planeja algum tipo de ação ou campanha em conjunto com o Governo do Estado?

Dário Barreto:  A Subprefeitura da Vila Maria/Vila Guilherme tem feito parcerias com a Secretaria Municipal de  Saúde. Então, todos os mutirões e ações são direcionadas à comunidade. Visamos conscientizar a sociedade para que procurem os postos de Saúde e façam a imunização contra o sarampo, doença tão terrível que pode levar à morte. 

JSZN: Quais são os planos de investimento para o próximo ano na Subprefeitura?

Dário Barreto:  Tivemos um incremento de suplementação de dinheiro, inclusive em emendas parlamentares. Inclusive a vereadora Adriana Ramalho está auxiliando com a emenda. Realmente quem está engajada com o trabalho  da Subprefeitura da Vila Maria/Vila Guilherme é a vereadora.  E o prefeito Bruno Covas também tem disponibilizado mais recursos para obras de intervenção local. Nos meses de outubro, novembro e dezembro teremos muitas intervenções, como reformas de praças, vielas e espaços municipais que necessitam de reparos. Nosso foco  também  será a reforma das quadras de esportes, pois elas estão sem traves de futebol, cestas de basquete, aparelhos de ginástica e brinquedos para as crianças. A nossa meta é entregar 30 intervenções pontuais nas 80 praças existentes na região.

JSZN: Como a Subprefeitura pretende se integrar às propostas para o Plano de Metas de 2020?

Dário Barreto: Dentro do plano de metas, temos na zeladoria 5 pontos que são atribuições da Subprefeitura. Um deles é a redução de resíduos, recuperação de espaços públicos e redução de enchentes. Então, como essa verba estaremos também implementando o Plano de Metas nesses 5 pontos que são atribuições da Subprefeitura da Vila Maria/Vila Guilherme.

JSZN: O bairro de Vila Guilherme completa no próximo dia 12 de setembro 107 anos. Qual mensagem o Sr. deixa para os moradores da região?

Dário Barreto: É sempre uma satisfação e alegria fazer parte desta gestão e deste território da Vila Guilherme, bairro tradicional, pujante e estratégico aqui na cidade de São Paulo. Um bairro que tem história e é bem consolidado. São poucos os problemas enfrentados na região, apenas fatos corriqueiros de zeladoria e manutenção. Um exemplo é o descarte irregular de lixo próximo à Rua da Coroa. Porém, muitos pontos já foram eliminados. O bairro possui muitas indústrias e transportadoras, mas é uma região que tem caráter residencial e acolhedor. Um local que tem grandes centros de exposições e comércio. O bairro faz parte da história da cidade de São Paulo. Ele faz parte da cidade e do desenvolvimento do país.   

JSZN: Como o Sr. vê o trabalho da imprensa de bairro, em especial do jornal Semanário da Zona Norte?

Dário Barreto: Eu sempre tive uma boa relação  com a imprensa, principalmente com a mídia local. As mídias regionais ajudam a Prefeitura a ter direcionamento do trabalho. O jornal Semanário da Zona Norte, através do seu diretor João Carlos Dias, é um veículo parceiro da Subprefeitura da Vila Maria/Vila Guilherme. O ideal do jornal é a atribuição dele como veículo de comunicação, de trazer melhoria para a população, em especial na região onde ele atua e só tenho que agradecer esta relação de parceria com Semanário. Ele tem  nos ajudado muito em diversas questões, tais como situações e problemas que já existem há muito tempo. O ideal do jornal é a atribuição dele como veículo de comunicação, de trazer melhoria para a população, em especial na região onde ele atua.

Presente na visita do subprefeito Dario José Barreto, a vereadora Adriana Ramalho também deixou sua mensagem para o bairro da Vila Guilherme.

JSZN: O bairro de Vila Guilherme completa no próximo dia 12 de setembro 107 anos. Qual mensagem a Sra. deixa para os moradores da região?

Adriana: Esperança. Esta palavra tenho usado todo os dias como fonte de fortalecimento nas nossas ações. E  o aniversário  da  Vila Guilherme tem sido uma referência para outros bairros, não por conta dos festejos, mas pela importância dos serviços sociais e de políticas públicas. O aniversário da Vila Guilherme tem se tornado o ponto de intensificação das políticas, porque a partir daquela data abre-se um leque de trabalhos e parcerias.

JSZN: Como a Sra. vê o trabalho da imprensa de bairro?

Adriana: É importante esta aproximidade,  tornando o munícipe mais próximo das informações que acontecem no local, nos bairros e nas ruas. Atualmente, as redes sociais têm ganhado muito mais espaço e mais intensidade com um público mais amplo. Mas os jornais, as rádios comunitárias, são veículos de comunicação que estão  ligados diretamente com os problemas que acontecem in loco. Então, as pessoas se conhecem, conversam, discutem, confraternizam e debatem mais. Acredito que aqui na Zona Norte exista um sentimento de união que é exemplo para toda a cidade. Observamos a participação efetiva dos moradores. A Zona Norte foi a que mais cresceu na questão da Vizinhança Solidária e que mais consegue realizar ações.

Publicidade