SEMANÁRIO ZONA NORTE - JORNAL DE MAIOR CIRCULAÇÃO NA ZONA NORTE

Notícias Segurança Pública

Comando Militar do Sudeste tem novo comandante

General de exército Ramos, que substitui o general de exército Campos

Comando Militar do Sudeste tem novo comandante
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

om a presença de diversas autoridades civis e militares, dentre elas dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, aconteceu na manhã de quinta-feira, dia 3 de maio, na sede do quartel-general no Ibirapuera, a solenidade de passagem de comando do Comando Militar do Sudeste (CMSE).

Após realizar um trabalho com profícuos resultados, o general de exército João Camilo Pires de Campos transmitiu o comando da unidade para o general de exército Luiz Eduardo Ramos Baptista Pereira.  Após cumprir sua missão em São Paulo e se dedicar 42 anos ao Exército, o general Camilo Pires de Campos segue para a reserva.

A solenidade de passagem de comando teve início com a inauguração do retrato do general João Camilo Pires de Campos na Galeria dos Comandantes do CMSE. Em seguida, no pátio de formaturas Sargento Mário Kozel Filho, foi executada uma salva de tiros em homenagem aos comandantes sucedido e sucessor.

Confira o depoimento de algumas autoridades que estiveram presente na solenidade.

Boas vindas

O general  de divisão Eduardo Diniz  ressaltou a excelente gestão do general João Camilo Pires de Campos , e desejou boas vindas ao novo comandante, o general Luiz Eduardo Ramos Baptista Pereira.

“O general Campos nos proporcionou  grande liberdade de  ação e agradecemos profundamente o apoio que ele nos deu neste período em que comandou o Comando Militar do Sudeste. Já o general Luiz Eduardo Ramos Baptista Pereira que chega em São Paulo, a grande importância é a comunicação com público externo, pois ele  é um comunicador nato, além de possuir uma enorme experiência por ter trabalhado na nossa assessoria parlamentar, com certeza, isso vai ser de grande importância para o Comando Militar do Sudeste”.

Grandes momentos

Para o major-brigadeiro José Augusto Crepaldi Afonso, o Exército brasileiro está e sempre esteve presente na história do país.

“O Exército brasileiro é uma missão permanente, basta olhar a história do Brasil para saber que a entidade esteve presente em grandes momentos. É uma instituição sem a qual o Brasil não seria o que é hoje considerando o profissionalismo, o amor à liberdade e os exemplos democráticos que o Exército prega em toda a sua história. Para mim, estar presente hoje nesta cerimônia de passagem de comando, é mais uma demonstração da capacidade do Exército  em forjar líderes para esse nosso país. Sem dúvida nenhuma, o general Ramos fará um grande comando, basta olhar a sua história, tenho absoluta certeza do seu sucesso. E a mensagem  ao general Campos é de missão cumprida”.

Relevância

Presente no evento, o deputado Federal  Arlindo Chinaglia, destacou a grande relevância do trabalho do Exército brasileiro para a população e para o Legislativo.

“As Forças Armadas são instituições da Defesa Nacional, e portanto, elas são relevantes na estruturação de qualquer país, especialmente o Brasil. Acredito que no momento de turbulência em que vive o país, o comportamento das Forças Armadas também tem sido de equilíbrio. Evidentemente, quando  assume o general Ramos, que já foi assessor parlamentar  no Congresso Nacional, a gente comemora não só pela amizade através de um trabalho, mas também pela experiência que tem em tratar de temas que são de interesse da sociedade.  Isso resulta na confirmação de uma respeitabilidade que as Forças Armadas adquiriram através da história. Faço questão de cumprimentar o general  Campos na função deste importante cargo de comandante da região Sudeste.   Quem consegue chegar ao comando do Comando Militar do Sudeste e vai para a reserva nesta condição, evidentemente, que atingiu os objetivos enquanto profissional.  Na verdade, é uma conquista pessoal e também da instituição que vai selecionando aqueles que a Força entende com capacidade e recursos intelectuais e morais para exercer essas funções”.

Parceria

Já para o procurador-geral da Justiça, Gianpaolo Poggio Smanio “é importante que nós todos da sociedade civil estejamos sempre presentes com  o Exército brasileiro, que tem prestado enormes serviços para o país ao longo do tempo e cumprindo missões internacionais e nacionais  de segurança.

O Ministério Público teve por meio do general Campos uma grande parceria com o Exército, realizamos inúmeras atividades em prol da sociedade de São Paulo e do país. Com certeza, o general Campos fará muita falta porque fez um maravilhoso trabalho frente à entidade. Queremos destacar também o profissionalismo do general Ramos, que da mesma maneira do seu antecessor, estaremos atuando em conjunto”. 

Integração

O general de brigada Ricardo Miranda Aversa, comandante da 4ª Brigada de Infantaria Motorizada em Florianópolis ressaltou a relevância da instituição e a importância da integração entre as Forças Vivas da sociedade. 

“Nenhuma nação existe sem ter uma força que a defenda, o Exército foi formado pela união dos povos e ao longo dos anos vem trabalhando em prol da sociedade. E hoje a presença de várias forças, entidades públicas e privadas, unidas em torno desse evento, só fortalece o Estado brasileiro e consequentemente ficamos em melhores condições para apoiar a população. Tive o privilégio de servir juntamente com o general Campos, como seu subordinado direto e minhas palavras são de agradecimento pelo aprendizado que estive com ele. Sem dúvida, o general Campos é um líder nato e que a gente aprende muito com ele na carreira militar.  E ao general Ramos o desejo de muito sucesso e que ele possa ser muito feliz aqui em São Paulo”. 

Unindo forças

Segundo o secretário municipal de Segurança Urbana,  José Roberto Rodrigues de Oliveira “as Forças Armadas são a garantia da soberania de um país. O Comando Militar do Sudeste realiza um importante papel no Estado de São Paulo, trabalhou em conjunto com a Defesa Civil no combate à dengue. O general Campos é um grande amigo e tenho certeza que  mesmo na reserva irá contribuir com  a sociedade. Já ao general Ramos desejo muito sucesso”.

Líder atuante

Para  a coronel PM Helena Reis, secretária chefe da Casa Militar,  “ o Exército brasileiro é uma organização tradicional que protege a nossa Nação. E o general Campos  é uma pessoa muito querida, foi a segundo vez que assumiu o Comando Militar do Sudeste e sempre se mostrou um amigo e parceiro em todas as atividades. Eu hoje que trabalho com a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil, posso dizer que o Exército sempre nos apoiou nas atividades, é uma grande alegria e ao mesmo tempo tristeza em saber que ele já não estará atuando junto conosco, mas com certeza a amizade prevalecerá”.  

Prestígio

O cel. PM Ricardo Gambaroni, ex- comandante da Polícia Militar do Estado de São Paulo, destacou o prestígio do Exército para a população brasileira. “O Exército brasileiro é um grande companheiro de luta, em especial auxiliando na intervenção Federal no Estado do Rio de Janeiro e parceiro das polícias estaduais. Fico muito feliz de estar nesta solenidade de passagem de comando. Tive a oportunidade de conhecer o general Ramos durante as Olimpíadas. Na ocasião, enviamos 3 mil policiais militares de São Paulo, sendo mil da ativa e dois mil da reserva, para auxiliá-lo no policiamento. Ele foi um grande anfitrião e nos recebeu muito bem, além disso nos auxiliou para que a tropa que estava chegando pudesse manter sua missão da melhor forma possível. Hoje tenho a felicidade de tê-lo aqui no Estado de São Paulo comandando o Comando Militar do Sudeste, e seguramente será um grande parceiro da nossa segurança pública . Faço votos que o general Ramos seja tão feliz quanto o general Campos, e que ele construa as raízes aqui no Estado de São Paulo. Seguramente, o general Ramos terá a Polícia Militar como uma grande parceira e aliada.”

Missão constitucional   

Para o general de divisão Adalmir Manoel Domingos, o Exército possui uma grande missão constitucional .  

“O Exército tem uma missão constitucional prevista no artigo 142 da Constituição que é a segurança da Pátria e a garantia da lei e da ordem  mediante solicitação dos poderes constituintes. Por este texto constitucional, nós já sabemos da grandeza da missão.  É  um privilégio de comandar esta tropa que cabe para pouquíssimos. O general Campos o fez por duas oportunidades de maneira brilhante e comandou de uma forma fraterna e humana. Já o general Ramos tem uma árdua missão que é conduzir estas tropas e manter o alto nível de relacionamento institucional  que o general Campos teve. Desejo a ele sorte, felicidade e sucesso.

Amizade

Também presente na solenidade de passagem de comando do Exército brasileiro, o secretário de Segurança Pública do Estado de São Paulo, Mágino Alves Barbosa Filho, que afirmou a satisfação de estar prestigiando seus grandes amigos, o general que se despede Camilo Pires de Campos e o general que assume o comando do Exército, Luiz Eduardo Ramos Baptista Pereira.  “O Comando Militar do Sudeste é um grande parceiro da Secretaria de Segurança Pública, uma organização militar e exemplo para todo o país.  Ficamos muito satisfeitos pois já travamos conhecimento com o nosso novo comandante, o general Ramos, e sentimos que teremos no CMSE mais um parceiro a trabalhar para o povo de São Paulo. Deixo minha mensagem de amizade ao general Campos. Foi um parceiro da  Segurança Pública e um grande amigo pessoal. Com certeza, não perderemos os laços de amizade com o general Campos”.

Integração

O deputado estadual Coronel Telhada afirmou  a importância da parceria  entre o Exército brasileiro e o Legislativo.

“A importância do Exército brasileiro é muito grande, sem a instituição não temos a Nação brasileira. A instituição é de suma importância para o povo e com a troca de comando começaremos uma nova fase no Comando Militar do Sudeste. Quero parabenizar o general Campos por tudo que ele fez e ao novo comandante desejar muito sucesso na missão”.

Instituição íntegra

Para o presidente do Tribunal de Justiça Militar do Estado de São Paulo, Paulo Prazak, “o Exército é um esteio para a Nação. A instituição é a salvaguarda que todos esperam e de permanência íntegra, uma forma de proteção à pátria quando há necessidade de colocar em ordem,  quando de alguma forma, a sociedade não está agindo adequadamente, como é o caso do Estado do Rio de Janeiro.  Para mim é uma honra estar aqui prestigiando este evento”.

Defesa da Nação

 

Para o ex-comandante-geral da Polícia Militar do Estado de São Paulo, Nivaldo Cesar Restivo, “o exército brasileiro é uma instituição pública de maior aceitação e de âmbito nacional que ajuda em todas as circunstâncias para acolher e defender o território. Então, é uma entidade multifuncional e faz muito bem tudo aquilo que se propõe a fazer. O general Campos é um grande exemplo de combatente e soldado, leal à pátria, e o legado dele é solido e as futuras gerações se beneficiarão muito de todo o trabalho que ele fez. Por isso, fiz questão de vir aqui cumprimentá-lo pela carreira brilhante. Já para o general Ramos desejo boa sorte e que conte com a Polícia Militar do Estado de São Paulo, que está ombro a ombro com o Exército brasileiro nos objetivos comuns”.

Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!