SEMANÁRIO ZONA NORTE - JORNAL DE MAIOR CIRCULAÇÃO NA ZONA NORTE

Notícias Colunistas

Buscai e achareis

Colunista Paulo Eduardo de Barros Fonseca

Buscai e achareis
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

E disse Jesus: “Pedi, e dar-se-vos-á, buscai e achareis; batei e abrir-se-vos-á. Porque todo o que pede, recebe; e o que busca, acha; e a quem bate, abrir-se-á. Ou qual de vós, porventura, é o homem que, se seu filho lhe pedir pão, lhe dará uma pedra? Ou, porventura, se lhe pedir um peixe, lhe dará uma serpente? Pois se vós outros, sendo maus, sabeis dar boas dádivas a vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos Céus, dará boas dádivas aos que lhas pedirem.” (Mateus, 7: 11).
As lições da Bíblia são de cunho moral, mas devem ser observadas sob seu aspecto espiritual. É de se ter sempre claro que Jesus ensinou por parábolas, que são dotadas de conteúdo alegórico com o objetivo de transmitir seus ensinamentos. Suas lições, portanto, além de guardarem importantes mensagens, são de cunho espiritual e como tal devem ser analisadas e colocadas em pratica pelas pessoas, sob pena de serem, equivocadamente, interpretadas literalmente ao invés de serem entendidas por seu aspecto simbólico.
Daí porque “Buscai e Achareis” é uma máxima que resume importante lição que transcende sua mera literalidade.  Há de se procurar entender que todos podem alcançar aquilo que desejam desde que se esforcem, que trabalhem para merecer sua recompensa, mesmo porque “o espírito é o que vivifica, a carne para nada aproveita; as palavras que eu vos disse são espírito e vida.” (João 6:63). 
O progresso, que é a lei do universo, sempre decorrerá do esforço de cada pessoa, mesmo porque Deus não isenta ninguém do trabalho fazendo com que cada um seja reconhecido por aquilo que tiver produzido. No nosso dia-a-dia constatamos que o que é dado gratuitamente normalmente não recebe o valor devido, enquanto que aquilo que é conquistado pelo esforço individual acaba sendo valorizado.
Poder-se dizer, portanto, que o princípio da lei do trabalho e, por conseguinte, da lei do progresso, colocam as forças da inteligência em ação, mesmo porque “busca e acharás; trabalha e produzirá; e dessa maneira será filho de tuas obras, terás mérito da tua realização e será recompensado segundo o que tiveres feito” (ESE, Cap. XXV).
O progresso acontece pela soma do progresso individual de cada um, que só se realiza pelo trabalho.

Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!