SEMANÁRIO ZONA NORTE - JORNAL DE MAIOR CIRCULAÇÃO NA ZONA NORTE

Notícias Visita

Bióloga e fundadora do espaço A Casa, Aline Teixeira visita sede do jornal Semanário da Zona Norte

Na segunda-feira, dia 4 de julho, o Semanário da Zona Norte recebeu a visita da médica veterinária e bióloga Aline Teixeira

Bióloga e fundadora do espaço A Casa, Aline Teixeira visita sede do jornal Semanário da Zona Norte
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Na segunda-feira, dia 4 de julho, o Semanário da Zona Norte recebeu a visita da médica veterinária e bióloga Aline Teixeira, que concedeu uma entrevista ao jornal, onde abordou  assuntos como sua trajetória profissional, o amor pelos animais, seu trabalho no espaço A Casa que tem como objetivo trazer o autoconhecimento profundo, através de técnicas de expansão de consciência, o lançamento do aplicativo chamado “Basta!”,  ferramenta de apoio para a mulher vítima de violência e a importância das mídias regionais para o crescimento e melhoria dos bairros.


Aline Teixeira é médica veterinária, bióloga, com pós-graduação em Neurociência Clínica, com diversas outras especializações na área de Desenvolvimento Humano, e outras formações em andamento.  É diretora e uma das fundadoras do espaço A Casa, voltado ao autoconhecimento e melhoria do indivíduo em sua jornada de vida. Esses são os eixos norteadores de atuação da Aline terapeuta e ativista social.


Acompanhe na íntegra a entrevista concedida ao jornal Semanário da Zona Norte.


JSZN:  Fale um pouco sobre sua trajetória profissional. 
Aline:  Sempre voltada a trabalhar o desenvolvimento humano do indivíduo em sua trajetória pessoal, bem como perante a sociedade. Como tenho formações diversas dentro da área de Saúde e Ciências Biológicas, cumpri estágio em cada formação, na área da medicina veterinária e como bióloga, e no dia a dia da minha vida profissional e de missão de vida, procuro levar esses conceitos aprendidos em tudo que faço. Atualmente, além de estar buscando atender demandas sociais junto a  diversas comunidades da cidade e do interior de São Paulo, tenho um espaço terapêutico chamado ‘’A Casa’’, onde com meus dois sócios faço atendimentos, promovo palestras e rodas de conversa, dentro e fora do espaço.


JSZN:  Qual sua opinião sobre o Meio Ambiente? O que ele representa para você  e para a sociedade? 
Aline:  O Meio Ambiente é tudo. É vida, simplesmente. E nós também somos parte integrante desse ciclo ambiental que orquestra a vida. Sou muito ligada ao ser humano, a pessoas, mas também a animais, e minha formação como bióloga serviu para ampliar essa visão que inclui a fauna e a flora como um todo. A sociedade precisa, junto com o poder público, ter uma visão mais sustentável sobre o Meio Ambiente, que inclui cuidar do seu entorno também. A natureza precisa ser protegida, algumas áreas precisam ser preservadas para mantermos uma cobertura vegetal necessária para melhorar os índices respiratórios, especialmente em grandes centros urbanos, enfim há muito que ser feito. E cabe a todos nós esse papel.


JSZN:  Você  se formou em Medicina Veterinária. Como surgiu o amor pelos animais? 
Aline:  Desde cedo sempre amei animais. Sou daquelas que quando vê um cachorro solto na rua, desamparado, já quer recolher e levar para casa, como já fiz. Acredito que você pode nascer com esse sentimento, mas também é possível aprender a ter carinho e respeito pelos animais e pelas pessoas também.


JSZN:  Você acha que deveria haver mais punições para os casos de maus tratos com animais?
Aline:  Sem dúvida. A legislação prevê uma série de punições contra quem maltrata, mantem animais silvestres em cativeiro, e até para quem abandona um animalzinho, cachorro ou gato dentre os mais comuns. As pessoas também podem denunciar em delegacia local ou ligar para o Disque-Denúncia. Mas creio também no papel multiplicador da conscientização e da educação em todos os sentidos. Um bom exemplo são as campanhas que podem ser feitas para conscientizar a esse respeito.


JSZN:  Fale um pouco sobre o espaço “A Casa”? 
Aline:  A casa de transformação é um espaço particular de terapias integrativas que tem como objetivo trazer o autoconhecimento profundo, através de técnicas de expansão de consciência, e com isso melhorar a qualidade de vida através de quebras de crenças e padrões de comportamento, é uma viagem profunda para dentro de si mesmo, uma viagem de volta pra casa! 


JSZN: Hoje você tem se dedicado a visitar comunidades e conhecer pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade social. Fale um pouco a respeito.
Aline: Essa outra vertente minha, de trabalhar o social, vem criando corpo e crescendo a cada dia, e para mim tem sido muito gratificante estar em contato com essas pessoas de regiões menos assistidas de São Paulo, mas que buscam o melhor para as comunidades onde vivem. Com elas, fazemos algo semelhante, procuramos ouvi-las, ajudar no que for possível e, o principal, trazer informação e orientação, seja na parte de saúde, saúde mental, a questão sexual, mas também o convívio em sociedade.


JSZN:  Você lançou um aplicativo chamado “Basta!”. Qual o objetivo?
Aline:  Esse é um tema que mexe muito comigo, o da violência de gênero, especialmente contra a mulher, e como terapeuta que sou, com especialização em psicologia sexual, procurei desenvolver um aplicativo, junto com outras ativistas, que fosse uma ferramenta de apoio para a mulher vítima de violência. Esse é o objetivo do aplicativo, que serve para informar e também para auxiliar na denúncia.


JSZN:  Qual a sua opinião sobre as Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (PICS)? Aline:  Uma excelente prática que faz uso de recursos terapêuticos que buscam a prevenção de doenças e a recuperação da saúde, com ênfase na escuta acolhedora, no desenvolvimento do vínculo terapêutico e na integração do ser humano com o meio ambiente e a sociedade. Essa questão complementa a anterior que você fez, que é o de termos na rede pública o acesso a terapias como acupuntura, uso de florais, meditação, aplicação de reiki, e outros. Porque o indivíduo não é só o corpo físico, então ele precisa equilibrar o seu ser como um todo, o que envolve o emocional e o psíquico, além do físico.


JSZN:  Você acredita que o SUS deveria  abrir mais espaço para tratamentos alternativos? 
Aline:  Sem dúvida, e isso já vem acontecendo ao longo do tempo. Acupuntura, por exemplo, já é um procedimento comum em alguns hospitais públicos. Tudo que puder aliviar a dor e o sofrimento, ajudam na recuperação do paciente.


JSZN:  Qual sua opinião sobre a pandemia de coronavírus? 
Aline:  É um assunto amplo, ainda há muito que se debater a respeito, mas creio que conseguimos estabilizar o quadro geral da pandemia. Infelizmente, as pessoas ainda morrem através desse vírus, por isso é necessário manter os cuidados de higiene e principalmente, manter a vacinação em dia.


JSZN:  Seu pai é o  Ricardo Teixeira,  estava secretário Municipal de Mobilidade e Trânsito na cidade de São Paulo. Como você define a família Teixeira?
Aline:  Somos muito unidos e nos apoiamos em tudo. Para mim, família é o alicerce que nos permite levantar nas horas difíceis, mas também devemos lembrar delas na hora de celebrar as vitórias e conquistas na vida. Sou muito abençoada pela família que tenho.


JSZN: Qual a importância das mídias regionais, em especial o Jornal Semanário da Zona Norte? 
Aline: Mídias regionais são o porta-voz direto das demandas locais, de cada morador, e das pessoas que ali convivem e vivem. O Semanário da Zona Norte atravessa quase 25 anos de existência fazendo um jornalismo sério e competente, com bons conteúdos, engajado naquilo que de melhor o ser humano pode fazer que é buscar melhorias para o seu bairro e na vida dos moradores. E o Semanário faz isso muito bem.

Curriculum
2003 - Medicina Veterinária (Anhembi Morumbi) 
2009 - Formação em Técnicas de Expansão de Consciência 
2012 - Ciências Biológicas - Licenciatura e Bacharelado (Universidade São Judas Tadeu) 
2017 - Formação em Coaching (Instituto Brasileiro de Coaching) 
2017 - início de atuação como terapeuta 
2018 - Formação em hipnose Ericksoniana (Instituto Brasileiro de Coaching) 
2018 - Programação Neurolinguística ( Sociedade Brasileira de Programação Neurolinguística) 
2018 - Abertura da empresa espaço A Casa de transformação pessoal, com Carlos Gomes e Rafael Pavanello
2018 - Formação em Terapia de Renascimento (Instituto Brasileiro de Renascimento) 
2018 - Formação em Terapia Holística (Instituto Terceira Visão)
2019 - Formação em treinadora comportamental (Instituto de Formação de Treinadores) 
2020 – Pós-graduação em Neurociência Clínica 
2021 – Pós-graduação em Psicologia Sexual 
2021 - Faculdade de Psicologia

Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!