SEMANÁRIO ZONA NORTE - JORNAL DE MAIOR CIRCULAÇÃO NA ZONA NORTE

Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota) comemora 48 anos de existência

Cerimônia realizada no 1º Batalhão de Polícia de Choque no bairro da Luz

Foi realizada na segunda-feira, dia 15 de outubro, na sede do Comando do 1º Batalhão de Polícia de Choque, no bairro da Luz, a cerimônia em comemoração aos 48 anos das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota). 

A ocasião reuniu autoridades civis e militares e também foi marcada pela entrega da Medalha Challenge do Amigo do 1º BPChq, destinada a homenagear os policiais militares e civis que prestaram relevantes serviços à sociedade  paulista e ao Batalhão Tobias de Aguiar.

Para o comandante da Rota, tenente-coronel Ricardo Augusto Nascimento de Mello Araújo, a unidade criada em 1970, traz segurança para a população de São Paulo.  “A Rota é o batalhão mais conhecido em termos de ostensividade, confiabilidade e segurança para a comunidade. Na verdade, a cidade de São Paulo foi privilegiada e tem a honra de sediar a entidade conhecida mundialmente. Hoje, no aniversário da Rota, comemoraremos a data com uma grande operação, que se estenderá até o interior do Estado de São Paulo”. 

O tenente-coronel Mello Araújo também deixou uma mensagem a todos os policiais que queiram ingressar na carreira. “O jovem que almeja ingressar na Rota deve primeiramente entrar na Polícia Militar. O profissional passa por um processo rigoroso, muitos tentam e poucos conseguem. É necessário muita disciplina e seriedade”.

Já para o secretário da Segurança Pública do Estado de São Paulo, Mágino Alves Barbosa Filho “a Rota é uma tropa de elite da nossa Polícia Militar e extremamente preparada, uma reserva estratégica do comando da PM e um orgulho dos paulistas. Já me referi algumas vezes que 82% da população conhece a Rota como sendo a unidade mais querida da Polícia Militar. Isso porque é uma tropa eficiente e tem como a principal missão a manutenção da ordem pública e a preservação da vida humana. Então, é uma tropa que enche de orgulho todos os brasileiros e paulistas. Hoje é um dia de festa, não para a Polícia Militar e para a Segurança Pública, e sim para o Estado de São Paulo”. 

O ex-comandante da Rota e atual comandante do Policiamento de Choque, o coronel Alexandre Gaspar Gasparian afirmou que “a Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar é uma das unidades mais conhecidas no Brasil e no mundo. É uma unidade de elite da Polícia Militar do Estado de São Paulo e demonstra um ótimo trabalho, podemos  observar isso com a satisfação da sociedade. Aproveito para frisar que a equipe da Rota não é melhor que ninguém, nós temos um trabalho diferente. Nossa missão é o apoio às unidades territoriais e oferecer mais segurança para a população de São Paulo.”

O delegado-geral da Polícia Civil, Paulo Bicudo, disse que “o aniversário da Rota é um momento importante, pois a Rota é uma polícia de referência e o tenente-coronel Mello faz um brilhante trabalho. O coronel Marcelo Vieira Salles, comandante-geral da Polícia Militar do Estado de São Paulo,  foi muito feliz nesta escolha. Estou muito feliz por estar aqui neste evento”.

Para o coronel Marcelo Vieira Salles, comandante-geral da Polícia Militar do Estado de São Paulo, “o 1º Batalhão Tobias de Aguiar é a primeira unidade da Polícia Militar.  A Rota  é ainda um patrimônio dos paulistas, formada por policiais militares abnegados e dedicados, e que diuturnamente  operam pelo bem dos brasileiros de São Paulo, desde o tenente-coronel Mello Araújo ao mais novo soldado.

É uma tropa reserva do Comando-Geral e que tem como característica o bom serviço prestado a São Paulo e ao Brasil, entidade tradicional que operou nos momentos mais difíceis da cidade. O 1º Batalhão Tobias Aguiar sempre esteve ao lado dos paulistas e das boas causas. Acima de tudo, é uma grande honra para a Polícia Militar ter uma tropa, um contingente tão destacado e dedicado. Eu sempre digo que a base do policiamento na PM é a Rádio Patrulha, e a Rota é um batalhão destacado e empregado sempre nas missões mais complexas. Tanto o policial da Rota como o da Rádio Patrulha fazem um papel belíssimo a  São Paulo e ao Brasil”.

Presente na solenidade, o governador do Estado de São Paulo, Márcio França, destacou  a importância da Rota para a população.

“A Rota é um serviço de excelência e muito respeitado. São pessoas que têm na marca do seu uniforme muita história. Cada decisão importante do Brasil passou por aqui”.

A Rota

A Rota foi instalada no 1º BPChq em 15 de outubro de 1970.  A unidade tem como principal missão o patrulhamento ostensivo de grande risco. Seu lema é “Dignidade Acima de Tudo”. É uma das tropas mais icônicas da Polícia Militar paulista, sendo facilmente identificada pela população pelas viaturas cinza-chumbo e as boinas negras usadas por seus integrantes.

Quartel

O Batalhão Tobias de Aguiar começou a ser construído em 1888 e terminou sua construção em 1892, mas no dia 1º de dezembro 1891 o prédio foi ocupado por tropas da polícia. O Batalhão Tobias de Aguiar, foi o terceiro Quartel construído no então Corpo Policial Permanente. Projeto de autoria do notável arquiteto Ramos de Azevedo e inspirado na arquitetura militar francesa, de estilo surgido na Europa, na primeira metade do século 19, com o nome de “Estilo Pós-Napoleônico”.

O material para sua construção veio de diversas partes do mundo: telhas da França, tijolos da Itália e pinho de Riga, na Letônia.

Atualidade

O então chamado Primeiro Batalhão Policial Militar “Tobias de Aguiar” adquiriu o formato atual, pautado na mobilidade e eficácia, a partir de 1970 quando, no contexto da ditadura militar, participou da operação de desmantelamento de um centro de treinamento de guerrilha da Vanguarda Popular Revolucionária (VPR) atuante no Vale do Ribeira. Em 15 de outubro de 1970, passa a denominar-se Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar – Rota. Um dos primeiros policiais da Rota a tombar no combate à guerrilha urbana foi o cabo PM Nelson Martinez Ponce, assassinado ao tentar salvar os passageiros de um ônibus em Vila Brasilândia, que estavam sendo retirados sob ameaça de armas dos guerrilheiros do Movimento de Libertação Popular (Molipo) em 1º de novembro 1971.

 

Discurso do comandante da Rota cel. Mello Araujo

Componentes da Rota, Srs. Veteranos, Oficiais , Sargentos , Cabos e Soldados de Tobias, comemoramos nesta data 48 anos de atividades na preservação da Lei e da ordem pública, de atividades de Rota, criada em 1970 tendo como seu idealizador o tem.-cel. Salvador D’Aquino, para combate a guerrilha urbana no centro de SP, onde à  época grupos terroristas faziam ações violentas, com roubo a bancos, podendo citar um dos primeiros a tombar em defesa da sociedade, cabo PM Nelson Martines Ponce, assassinado ao tentar salvar os passageiros de um ônibus, que estavam sob ameaças de armas dos guerrilheiros do Molipo, em 1º de novembro de 1971.

Atualmente, Batalhão com reconhecimento mundial, recebe todos os anos diversas forças policiais, do Brasil inteiro e também do exterior, podendo citar, Alemanha, Portugal, Espanha, China, Japão, países da América do Sul, entre tantos outros países, que admiram a forma como trabalhamos, a excelência em policiamento, o alto índice de produtividade, onde muitas vezes não falamos em kilos e sim em toneladas de drogas apreendidas, a quantidade de pessoas presas que fazemos todos os dias, aqui , não existe dia sem criminosos presos, inclusive hoje , no dia de seu aniversário, não será diferente.

Muitos tentam servir nesta unidade, poucos conseguem, a exigência e cobrança é intensa e diária, trabalhamos no limite, do Soldado ao Coronel, não podemos falhar, pois lidamos com vidas, o erro pode significar perdermos a nossa própria, a de inocentes, ou mesmo a prisão, no caso de falha. Processo de seleção rigoroso, com comissão de Oficiais e Praças, com investigação social, critérios técnicos e isto é apenas o começo de um longo caminho. Após longo estágio, recebendo o seu Braçal de Rota e sua Boina Negra, é apenas o início, sua responsabilidade aumenta, o erro pode ser fatal.

Neste aniversário não posso deixar de falar de um momento único e histórico, ou seja , a restauração do Batalhão Tobias de Aguiar, o país em situação financeira complicada, o Batalhão de coração jovem, cheio de valorosos policiais, mas com o corpo cansado e cheio de cicatrizes de guerras, estava entrando em colapso, afinal são quase 127 anos de construção, mas, mais uma vez, o Batalhão não para, uniu forças com a sociedade civil e juntos, polícia e comunidade, através de uma associação montada ”Amigos da Rota”, regularizada e reconhecida em cartório, juntamos fundos, tudo administrado por empresários sérios e comprometidos, para a restauração do Batalhão. No trâmite normal reforma avaliada em 3.000.000,00 de reais, porém com os amigos da Rota, vamos concluir a obra, inclusive com nova Oficina Mecânica, nova Unidade de saúde e troca de toda parte elétrica por aproximadamente 800.000,00 reais, onde tivemos a participação financeira voluntária de todos os policiais desta unidade, que acreditaram que este sonho era sim possível, de pequenos empresários, donos de padaria até grandes empresas de nível internacional, a todos, o meu muito obrigado, esclarecendo que a Rota, não é do Comandante ou da polícia, é de todos nós, privilégio do Povo Paulista.

Mensagem que deixo

Aos Veteranos:

Honrar e manter o que construíram no passado;

À Polícia Militar, nossa amada instituição:

não somos melhores que ninguém, somos apenas diferentes, soldados abnegados no combate ao crime, sempre prontos para qualquer missão e aqui , pedimos sempre,  as mais difíceis;

À sociedade: Reconheçam os verdadeiros heróis, batam palmas ao encontrar nossos policiais nas ruas, valorizem quem sempre os defendem, somos o braço forte do Estado, que alcança qualquer lugar, seja comunidades ou bairros nobres, todo Estado, mantendo a lei e a ordem, pois “A Rota da Rota Sempre Será a Lei”, como me ensinou um velho Veterano;

Ao Crime: A letalidade não depende de nós, se entregue, levante as mãos  e sua vida será preservada; melhor opção, mude de emprego, pois aqui em SP, se não arrumar outra profissão, na melhor hipótese, será preso!

Para finalizar:

Agradeço  primeiramente a Deus, pois  é o responsável maior por estar aqui, pedindo a Sabedoria para conduzir tão honrado Batalhão, também agradeço  a confiança em mim depositada pelo Alto Comando da corporação, ao meu Comandante direto, cel. Gasparian, Comandante do Choque, que sempre respeita e apoia minhas decisões, aos meus pais, cel. Mello Araujo e Ana Regina por toda educação e sacrifício que fizeram por mim e à minha amada esposa, Valdirene, a qual me dá a Força para continuar na linha de frente, sendo a minha retaguarda em casa no cuidado com meus  filhos, Pedro e Gabriel, os quais me policio para nunca decepcioná-los, a minha Tropa de abnegados Soldados de Tobias, realmente os srs. são uma máquina de combate, das missões mais simples a aquelas impossíveis, que só um verdadeiro Rotariano entende o que digo, como entendem, os srs. fazem uma São Paulo melhor e não tenho dúvida alguma que diminuem crime e impõem respeito ao crime e que entendam que tenho uma missão a cumprir, e a cumprirei conforme juramento feito perante à Bandeira Brasileira quando declarado aspirante a oficial desta gloriosa e centenária milícia bandeirante.

 

A todos,

Muito obrigado!

Quartel em SP, 15 de outubro de 2018.

 

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota) comemora 48 anos de existência

Foi realizada na segunda-feira, dia 15 de outubro, na sede do Comando do 1º Batalhão de Polícia de Choque, no bairro da Luz, a cerimônia em comemoração aos 48 anos das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota). 

A ocasião reuniu autoridades civis e militares e também foi marcada pela entrega da Medalha Challenge do Amigo do 1º BPChq, destinada a homenagear os policiais militares e civis que prestaram relevantes serviços à sociedade  paulista e ao Batalhão Tobias de Aguiar.

Para o comandante da Rota, tenente-coronel Ricardo Augusto Nascimento de Mello Araújo, a unidade criada em 1970, traz segurança para a população de São Paulo.  “A Rota é o batalhão mais conhecido em termos de ostensividade, confiabilidade e segurança para a comunidade. Na verdade, a cidade de São Paulo foi privilegiada e tem a honra de sediar a entidade conhecida mundialmente. Hoje, no aniversário da Rota, comemoraremos a data com uma grande operação, que se estenderá até o interior do Estado de São Paulo”. 

O tenente-coronel Mello Araújo também deixou uma mensagem a todos os policiais que queiram ingressar na carreira. “O jovem que almeja ingressar na Rota deve primeiramente entrar na Polícia Militar. O profissional passa por um processo rigoroso, muitos tentam e poucos conseguem. É necessário muita disciplina e seriedade”.

Já para o secretário da Segurança Pública do Estado de São Paulo, Mágino Alves Barbosa Filho “a Rota é uma tropa de elite da nossa Polícia Militar e extremamente preparada, uma reserva estratégica do comando da PM e um orgulho dos paulistas. Já me referi algumas vezes que 82% da população conhece a Rota como sendo a unidade mais querida da Polícia Militar. Isso porque é uma tropa eficiente e tem como a principal missão a manutenção da ordem pública e a preservação da vida humana. Então, é uma tropa que enche de orgulho todos os brasileiros e paulistas. Hoje é um dia de festa, não para a Polícia Militar e para a Segurança Pública, e sim para o Estado de São Paulo”. 

O ex-comandante da Rota e atual comandante do Policiamento de Choque, o coronel Alexandre Gaspar Gasparian afirmou que “a Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar é uma das unidades mais conhecidas no Brasil e no mundo. É uma unidade de elite da Polícia Militar do Estado de São Paulo e demonstra um ótimo trabalho, podemos  observar isso com a satisfação da sociedade. Aproveito para frisar que a equipe da Rota não é melhor que ninguém, nós temos um trabalho diferente. Nossa missão é o apoio às unidades territoriais e oferecer mais segurança para a população de São Paulo.”

O delegado-geral da Polícia Civil, Paulo Bicudo, disse que “o aniversário da Rota é um momento importante, pois a Rota é uma polícia de referência e o tenente-coronel Mello faz um brilhante trabalho. O coronel Marcelo Vieira Salles, comandante-geral da Polícia Militar do Estado de São Paulo,  foi muito feliz nesta escolha. Estou muito feliz por estar aqui neste evento”.

Para o coronel Marcelo Vieira Salles, comandante-geral da Polícia Militar do Estado de São Paulo, “o 1º Batalhão Tobias de Aguiar é a primeira unidade da Polícia Militar.  A Rota  é ainda um patrimônio dos paulistas, formada por policiais militares abnegados e dedicados, e que diuturnamente  operam pelo bem dos brasileiros de São Paulo, desde o tenente-coronel Mello Araújo ao mais novo soldado.

É uma tropa reserva do Comando-Geral e que tem como característica o bom serviço prestado a São Paulo e ao Brasil, entidade tradicional que operou nos momentos mais difíceis da cidade. O 1º Batalhão Tobias Aguiar sempre esteve ao lado dos paulistas e das boas causas. Acima de tudo, é uma grande honra para a Polícia Militar ter uma tropa, um contingente tão destacado e dedicado. Eu sempre digo que a base do policiamento na PM é a Rádio Patrulha, e a Rota é um batalhão destacado e empregado sempre nas missões mais complexas. Tanto o policial da Rota como o da Rádio Patrulha fazem um papel belíssimo a  São Paulo e ao Brasil”.

Presente na solenidade, o governador do Estado de São Paulo, Márcio França, destacou  a importância da Rota para a população.

“A Rota é um serviço de excelência e muito respeitado. São pessoas que têm na marca do seu uniforme muita história. Cada decisão importante do Brasil passou por aqui”.

A Rota

A Rota foi instalada no 1º BPChq em 15 de outubro de 1970.  A unidade tem como principal missão o patrulhamento ostensivo de grande risco. Seu lema é “Dignidade Acima de Tudo”. É uma das tropas mais icônicas da Polícia Militar paulista, sendo facilmente identificada pela população pelas viaturas cinza-chumbo e as boinas negras usadas por seus integrantes.

Quartel

O Batalhão Tobias de Aguiar começou a ser construído em 1888 e terminou sua construção em 1892, mas no dia 1º de dezembro 1891 o prédio foi ocupado por tropas da polícia. O Batalhão Tobias de Aguiar, foi o terceiro Quartel construído no então Corpo Policial Permanente. Projeto de autoria do notável arquiteto Ramos de Azevedo e inspirado na arquitetura militar francesa, de estilo surgido na Europa, na primeira metade do século 19, com o nome de “Estilo Pós-Napoleônico”.

O material para sua construção veio de diversas partes do mundo: telhas da França, tijolos da Itália e pinho de Riga, na Letônia.

Atualidade

O então chamado Primeiro Batalhão Policial Militar “Tobias de Aguiar” adquiriu o formato atual, pautado na mobilidade e eficácia, a partir de 1970 quando, no contexto da ditadura militar, participou da operação de desmantelamento de um centro de treinamento de guerrilha da Vanguarda Popular Revolucionária (VPR) atuante no Vale do Ribeira. Em 15 de outubro de 1970, passa a denominar-se Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar – Rota. Um dos primeiros policiais da Rota a tombar no combate à guerrilha urbana foi o cabo PM Nelson Martinez Ponce, assassinado ao tentar salvar os passageiros de um ônibus em Vila Brasilândia, que estavam sendo retirados sob ameaça de armas dos guerrilheiros do Movimento de Libertação Popular (Molipo) em 1º de novembro 1971.

 

Discurso do comandante da Rota cel. Mello Araujo

Componentes da Rota, Srs. Veteranos, Oficiais , Sargentos , Cabos e Soldados de Tobias, comemoramos nesta data 48 anos de atividades na preservação da Lei e da ordem pública, de atividades de Rota, criada em 1970 tendo como seu idealizador o tem.-cel. Salvador D’Aquino, para combate a guerrilha urbana no centro de SP, onde à  época grupos terroristas faziam ações violentas, com roubo a bancos, podendo citar um dos primeiros a tombar em defesa da sociedade, cabo PM Nelson Martines Ponce, assassinado ao tentar salvar os passageiros de um ônibus, que estavam sob ameaças de armas dos guerrilheiros do Molipo, em 1º de novembro de 1971.

Atualmente, Batalhão com reconhecimento mundial, recebe todos os anos diversas forças policiais, do Brasil inteiro e também do exterior, podendo citar, Alemanha, Portugal, Espanha, China, Japão, países da América do Sul, entre tantos outros países, que admiram a forma como trabalhamos, a excelência em policiamento, o alto índice de produtividade, onde muitas vezes não falamos em kilos e sim em toneladas de drogas apreendidas, a quantidade de pessoas presas que fazemos todos os dias, aqui , não existe dia sem criminosos presos, inclusive hoje , no dia de seu aniversário, não será diferente.

Muitos tentam servir nesta unidade, poucos conseguem, a exigência e cobrança é intensa e diária, trabalhamos no limite, do Soldado ao Coronel, não podemos falhar, pois lidamos com vidas, o erro pode significar perdermos a nossa própria, a de inocentes, ou mesmo a prisão, no caso de falha. Processo de seleção rigoroso, com comissão de Oficiais e Praças, com investigação social, critérios técnicos e isto é apenas o começo de um longo caminho. Após longo estágio, recebendo o seu Braçal de Rota e sua Boina Negra, é apenas o início, sua responsabilidade aumenta, o erro pode ser fatal.

Neste aniversário não posso deixar de falar de um momento único e histórico, ou seja , a restauração do Batalhão Tobias de Aguiar, o país em situação financeira complicada, o Batalhão de coração jovem, cheio de valorosos policiais, mas com o corpo cansado e cheio de cicatrizes de guerras, estava entrando em colapso, afinal são quase 127 anos de construção, mas, mais uma vez, o Batalhão não para, uniu forças com a sociedade civil e juntos, polícia e comunidade, através de uma associação montada ”Amigos da Rota”, regularizada e reconhecida em cartório, juntamos fundos, tudo administrado por empresários sérios e comprometidos, para a restauração do Batalhão. No trâmite normal reforma avaliada em 3.000.000,00 de reais, porém com os amigos da Rota, vamos concluir a obra, inclusive com nova Oficina Mecânica, nova Unidade de saúde e troca de toda parte elétrica por aproximadamente 800.000,00 reais, onde tivemos a participação financeira voluntária de todos os policiais desta unidade, que acreditaram que este sonho era sim possível, de pequenos empresários, donos de padaria até grandes empresas de nível internacional, a todos, o meu muito obrigado, esclarecendo que a Rota, não é do Comandante ou da polícia, é de todos nós, privilégio do Povo Paulista.

Mensagem que deixo

Aos Veteranos:

Honrar e manter o que construíram no passado;

À Polícia Militar, nossa amada instituição:

não somos melhores que ninguém, somos apenas diferentes, soldados abnegados no combate ao crime, sempre prontos para qualquer missão e aqui , pedimos sempre,  as mais difíceis;

À sociedade: Reconheçam os verdadeiros heróis, batam palmas ao encontrar nossos policiais nas ruas, valorizem quem sempre os defendem, somos o braço forte do Estado, que alcança qualquer lugar, seja comunidades ou bairros nobres, todo Estado, mantendo a lei e a ordem, pois “A Rota da Rota Sempre Será a Lei”, como me ensinou um velho Veterano;

Ao Crime: A letalidade não depende de nós, se entregue, levante as mãos  e sua vida será preservada; melhor opção, mude de emprego, pois aqui em SP, se não arrumar outra profissão, na melhor hipótese, será preso!

Para finalizar:

Agradeço  primeiramente a Deus, pois  é o responsável maior por estar aqui, pedindo a Sabedoria para conduzir tão honrado Batalhão, também agradeço  a confiança em mim depositada pelo Alto Comando da corporação, ao meu Comandante direto, cel. Gasparian, Comandante do Choque, que sempre respeita e apoia minhas decisões, aos meus pais, cel. Mello Araujo e Ana Regina por toda educação e sacrifício que fizeram por mim e à minha amada esposa, Valdirene, a qual me dá a Força para continuar na linha de frente, sendo a minha retaguarda em casa no cuidado com meus  filhos, Pedro e Gabriel, os quais me policio para nunca decepcioná-los, a minha Tropa de abnegados Soldados de Tobias, realmente os srs. são uma máquina de combate, das missões mais simples a aquelas impossíveis, que só um verdadeiro Rotariano entende o que digo, como entendem, os srs. fazem uma São Paulo melhor e não tenho dúvida alguma que diminuem crime e impõem respeito ao crime e que entendam que tenho uma missão a cumprir, e a cumprirei conforme juramento feito perante à Bandeira Brasileira quando declarado aspirante a oficial desta gloriosa e centenária milícia bandeirante.

 

A todos,

Muito obrigado!

Quartel em SP, 15 de outubro de 2018.

 

Publicidade