SEMANÁRIO ZONA NORTE - JORNAL DE MAIOR CIRCULAÇÃO NA ZONA NORTE

Parque de Material Aeronáutico de São Paulo comemora 78 anos de criação

Organização é pioneira na reparação de motores a jato na América do Sul

O Parque de Material Aeronáutico de São Paulo (Pama-SP) comemorou, na quarta-feira, dia 22 de maio, o aniversário de 78 anos de criação da Organização. A cerimônia foi presidida pelo diretor de infraestrutura da Aeronáutica, major-brigadeiro do ar Sérgio de Matos Mello, acompanhado do diretor interino do Pama-SP, coronel-aviador Marcos Dias Marschall.
Além de celebrar a data natalícia, durante a cerimônia houve a entrega do Título Honorífico ‘Membro Honorário da Força Aérea Brasileira’, que agracia as personalidades civis e militares que contribuíram com serviços prestados à Aeronáutica.
Na ocasião, ainda houve homenagem aos militares reconhecidos como Graduados Padrões do ano de 2019 do Pama-SP e a imposição de 36 Medalhas Militares de ouro, prata e bronze em recompensa aos bons serviços prestados respectivamente em 30, 20 e 10 anos de serviço ativo.
História-Criado em 22 de maio de 1941, em uma época de indústria nacional emergente, o Pama-SP foi vanguardista em reparar e testar motores aeronáuticos, sobretudo foi pioneiro na reparação de motores a jato na América do Sul.
Até hoje a cultura fabril caracteriza o Pama-SP, com suas oficinas, máquinas e linhas de manutenção, estruturas estas que apoiam a tarefa da Organização de manter a disponibilidade das frotas de aeronaves e dos sistemas de armas da FAB.
Atualmente, destaca-se no suporte de engenharia e na reparação de motores de 15 modelos distintos de aeronaves e seus acessórios, sendo responsável assim por atender 74% do esforço aéreo total do ano de 2019. Além disso, modernizou o seu banco de provas de motores a jato, com um sistema digital de aquisição de dados e, adaptou o banco de provas de motores turbo-eixo para receber os motores PT6A-25C/-34/-114. Anualmente, seus bancos de provas chegam a testar mais de 80 motores.
Assim completa o diretor do Pama-SP, coronel-aviador Marcos Dias Marschall, em sua ordem do dia: “O Parque de Material Aeronáutico de São Paulo mantém o seu foco na vocação de ser o Parque de Reparáveis da FAB, por meio da adoção de processos de planejamento e controle de produção eficientes e adequados a uma correta sustentação logística voltada ao preparo e emprego da FAB”, finalizando.

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Parque de Material Aeronáutico de São Paulo comemora 78 anos de criação

O Parque de Material Aeronáutico de São Paulo (Pama-SP) comemorou, na quarta-feira, dia 22 de maio, o aniversário de 78 anos de criação da Organização. A cerimônia foi presidida pelo diretor de infraestrutura da Aeronáutica, major-brigadeiro do ar Sérgio de Matos Mello, acompanhado do diretor interino do Pama-SP, coronel-aviador Marcos Dias Marschall.
Além de celebrar a data natalícia, durante a cerimônia houve a entrega do Título Honorífico ‘Membro Honorário da Força Aérea Brasileira’, que agracia as personalidades civis e militares que contribuíram com serviços prestados à Aeronáutica.
Na ocasião, ainda houve homenagem aos militares reconhecidos como Graduados Padrões do ano de 2019 do Pama-SP e a imposição de 36 Medalhas Militares de ouro, prata e bronze em recompensa aos bons serviços prestados respectivamente em 30, 20 e 10 anos de serviço ativo.
História-Criado em 22 de maio de 1941, em uma época de indústria nacional emergente, o Pama-SP foi vanguardista em reparar e testar motores aeronáuticos, sobretudo foi pioneiro na reparação de motores a jato na América do Sul.
Até hoje a cultura fabril caracteriza o Pama-SP, com suas oficinas, máquinas e linhas de manutenção, estruturas estas que apoiam a tarefa da Organização de manter a disponibilidade das frotas de aeronaves e dos sistemas de armas da FAB.
Atualmente, destaca-se no suporte de engenharia e na reparação de motores de 15 modelos distintos de aeronaves e seus acessórios, sendo responsável assim por atender 74% do esforço aéreo total do ano de 2019. Além disso, modernizou o seu banco de provas de motores a jato, com um sistema digital de aquisição de dados e, adaptou o banco de provas de motores turbo-eixo para receber os motores PT6A-25C/-34/-114. Anualmente, seus bancos de provas chegam a testar mais de 80 motores.
Assim completa o diretor do Pama-SP, coronel-aviador Marcos Dias Marschall, em sua ordem do dia: “O Parque de Material Aeronáutico de São Paulo mantém o seu foco na vocação de ser o Parque de Reparáveis da FAB, por meio da adoção de processos de planejamento e controle de produção eficientes e adequados a uma correta sustentação logística voltada ao preparo e emprego da FAB”, finalizando.

Publicidade