SEMANÁRIO ZONA NORTE - JORNAL DE MAIOR CIRCULAÇÃO NA ZONA NORTE

Dia do Zelador - 9 de fevereiro

O zelador tem uma grande importância na segurança das pessoas, principalmente nos dias atuais

O zelador tem uma grande importância na segurança das pessoas, principalmente nos dias atuais. São eles que zelam das pessoas e do patrimônio de edifícios, sejam comerciais, de apartamentos ou de estabelecimentos como igrejas. Além de manter a ordem e garantir a segurança, o zelador é, por natureza, um acumulador de funções, uma espécie de “faz de tudo”. Comumente, é sua responsabilidade tratar da limpeza de seu ambiente de trabalho e entregar correspondências e objetos deixados com ele. São tantos os afazeres de um zelador que, caso trabalhe em um prédio, é sua obrigação acender e apagar lâmpadas; verificar o fechamento de portas e janelas; controlar circulação de pessoas e veículos; relatar as condições das instalações; prevenir incêndios; solicitar reparos; comunicar aos proprietários irregularidades nos apartamentos; cuidar das plantas; limpar piscinas... ufa!!!!! A vida de um zelador não é fácil!

Atribuições e responsabilidades do Zelador: supervisionar os trabalhos de conservação e limpeza das partes de propriedade comum do edifício; zelar pela segurança do edifício, de seus ocupantes e demais pessoas que frequentam o mesmo; zelar pelo perfeito funcionamento dos sistemas elétricos, hidráulicos e de elevadores do edifício; distribuir correspondências; manter bom relacionamento com os ocupantes e os condôminos do edifício; transmitir as ordens emanadas dos seus superiores hierárquicos e fiscalizar seu cumprimento; escolher com cuidado e critério os empregados que serão admitidos no edifício; comunicar ao síndico ou à Empresa Administradora quaisquer irregularidades ocorridas no edifício; ser dedicado ao edifício como se fosse propriedade sua; orientar seus auxiliares quanto a aparência pessoal e conduta dos mesmos; dar cumprimentos as ordens estabelecidas no regulamento interno, fazendo com que os ocupantes do edifício as obedeçam; acompanhar mudanças que chegarem ou saírem do edifício, de modo a preservar as instalações do mesmo; acompanhar e fiscalizar serviços de reparo e manutenção das partes de propriedade comum do edifício, suspendendo o trabalho dos mesmos em caso de irregularidades; comunicar aos setores competentes, quaisquer irregularidades que ocorram próximo ao edifício que, eventualmente, possam ocasionar prejuízos ou danos ao imóvel ou moradores; atender fiscais das repartições públicas com o devido acatamento; proibir aglomeração na entrada e no saguão do edifício; estar obrigatoriamente treinado para o caso de incêndio, através do curso de formação profissional; ter a seu cargo de um modo geral, todos os serviços de interesse geral do edifício, excluindo-se os de competência dos administradores dos edifícios.

Características de comportamento profissional do zelador: ser cortês e atencioso; saber ouvir os outros; ser solícito para com todos (tratar bem as crianças, moradores e empregados); ser equilibrado emocionalmente; apresentar-se sempre bem humorado, sem ser inconveniente, limpo, barbeado e uniformizado; observar postura condizente com o cargo, mantendo-se em posição decente; manter harmonia coletiva dentro do edifício; evitar conversas desnecessárias ou comentários que não digam respeito as suas tarefas; manter o máximo de discrição perante os seus subordinados, tratando-os dignamente mas sem liberdade excessiva; resguardar ao máximo seu comportamento familiar; ter boa capacidade de locomoção; ter resistência física; ter boa visão e audição; iniciativa; capacidade de organização; resistência à rotina; boa memória.

Sugestões para o zelador melhorar sua capacidade de comunicação: falar claramente; articular cuidadosamente as palavras; usar tom de voz suave; conhecer o nome dos moradores do edifício; pensar sobre o que quer dizer; saber ouvir os outros, sem querer julgar, apreciar, aprovar ou desaprovar as afirmações de outra pessoa; anotar recados em livro apropriado, evitando confiar somente na memória; sempre que deixar um recado por escrito, escrever com letra legível, procurando ser o mais objetivo possível; evitar chamar os outros com expressões familiares do tipo: “tio”, “tia”, “vô”, “vó”, etc...; evitar o uso de gíria. Como nosso comportamento transmite alguma mensagem, devem ser evitadas as seguintes atitudes:movimentos bruscos com os braços e o corpo ao andar; acompanhar alguém com o olhar insistente, o que pode embaraçar a pessoa observada; chamar com acenos, bem como falar ou rir muito alto.

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Dia do Zelador - 9 de fevereiro

O zelador tem uma grande importância na segurança das pessoas, principalmente nos dias atuais. São eles que zelam das pessoas e do patrimônio de edifícios, sejam comerciais, de apartamentos ou de estabelecimentos como igrejas. Além de manter a ordem e garantir a segurança, o zelador é, por natureza, um acumulador de funções, uma espécie de “faz de tudo”. Comumente, é sua responsabilidade tratar da limpeza de seu ambiente de trabalho e entregar correspondências e objetos deixados com ele. São tantos os afazeres de um zelador que, caso trabalhe em um prédio, é sua obrigação acender e apagar lâmpadas; verificar o fechamento de portas e janelas; controlar circulação de pessoas e veículos; relatar as condições das instalações; prevenir incêndios; solicitar reparos; comunicar aos proprietários irregularidades nos apartamentos; cuidar das plantas; limpar piscinas... ufa!!!!! A vida de um zelador não é fácil!

Atribuições e responsabilidades do Zelador: supervisionar os trabalhos de conservação e limpeza das partes de propriedade comum do edifício; zelar pela segurança do edifício, de seus ocupantes e demais pessoas que frequentam o mesmo; zelar pelo perfeito funcionamento dos sistemas elétricos, hidráulicos e de elevadores do edifício; distribuir correspondências; manter bom relacionamento com os ocupantes e os condôminos do edifício; transmitir as ordens emanadas dos seus superiores hierárquicos e fiscalizar seu cumprimento; escolher com cuidado e critério os empregados que serão admitidos no edifício; comunicar ao síndico ou à Empresa Administradora quaisquer irregularidades ocorridas no edifício; ser dedicado ao edifício como se fosse propriedade sua; orientar seus auxiliares quanto a aparência pessoal e conduta dos mesmos; dar cumprimentos as ordens estabelecidas no regulamento interno, fazendo com que os ocupantes do edifício as obedeçam; acompanhar mudanças que chegarem ou saírem do edifício, de modo a preservar as instalações do mesmo; acompanhar e fiscalizar serviços de reparo e manutenção das partes de propriedade comum do edifício, suspendendo o trabalho dos mesmos em caso de irregularidades; comunicar aos setores competentes, quaisquer irregularidades que ocorram próximo ao edifício que, eventualmente, possam ocasionar prejuízos ou danos ao imóvel ou moradores; atender fiscais das repartições públicas com o devido acatamento; proibir aglomeração na entrada e no saguão do edifício; estar obrigatoriamente treinado para o caso de incêndio, através do curso de formação profissional; ter a seu cargo de um modo geral, todos os serviços de interesse geral do edifício, excluindo-se os de competência dos administradores dos edifícios.

Características de comportamento profissional do zelador: ser cortês e atencioso; saber ouvir os outros; ser solícito para com todos (tratar bem as crianças, moradores e empregados); ser equilibrado emocionalmente; apresentar-se sempre bem humorado, sem ser inconveniente, limpo, barbeado e uniformizado; observar postura condizente com o cargo, mantendo-se em posição decente; manter harmonia coletiva dentro do edifício; evitar conversas desnecessárias ou comentários que não digam respeito as suas tarefas; manter o máximo de discrição perante os seus subordinados, tratando-os dignamente mas sem liberdade excessiva; resguardar ao máximo seu comportamento familiar; ter boa capacidade de locomoção; ter resistência física; ter boa visão e audição; iniciativa; capacidade de organização; resistência à rotina; boa memória.

Sugestões para o zelador melhorar sua capacidade de comunicação: falar claramente; articular cuidadosamente as palavras; usar tom de voz suave; conhecer o nome dos moradores do edifício; pensar sobre o que quer dizer; saber ouvir os outros, sem querer julgar, apreciar, aprovar ou desaprovar as afirmações de outra pessoa; anotar recados em livro apropriado, evitando confiar somente na memória; sempre que deixar um recado por escrito, escrever com letra legível, procurando ser o mais objetivo possível; evitar chamar os outros com expressões familiares do tipo: “tio”, “tia”, “vô”, “vó”, etc...; evitar o uso de gíria. Como nosso comportamento transmite alguma mensagem, devem ser evitadas as seguintes atitudes:movimentos bruscos com os braços e o corpo ao andar; acompanhar alguém com o olhar insistente, o que pode embaraçar a pessoa observada; chamar com acenos, bem como falar ou rir muito alto.

Publicidade